Mutum ganha prêmio de melhor filme do Festival do Rio

Filme é o primeiro longa de ficção da diretora carioca Sandra Kogut e traz atores não-profissionais

Luiz Carlos Merten,

07 de outubro de 2004 | 23h43

O longa Mutum, de Sandra Kogut, ganhou nesta quinta-feira à noite o troféu Redentor como prêmio de melhor filme do júri oficial do Festival do Rio. Em termos de quantidade o grande vencedor foi Estômago, de Marcos Jorge, que levou três prêmios: melhor diretor, melhor filme na escolha do público e melhor ator para João Miguel. O prêmio de melhor atriz foi para Carla Ribas, pelo filme Casa de Alice. Mutum O filme, que é o primeiro longa de ficção da diretora carioca, participou este ano da Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes e do Festival de Toronto. É uma adaptação da novela Campo Geral, do livro Manuelzão e Miguilim, de Guimarães Rosa.  Em Mutum, o universo delicado de Thiago, um menino de 10 anos que vive com a família no sertão de Minas é explorado. O filme foi inteiramente filmado na região de Três Marias, em Minas Gerais, e traz muitos atores não-profissionais moradores da própria região. A Sandra mora atualmente entre a França e os Estados Unidos e é reconhecida internacionalmente por trabalhos videográficos e documentais. Matéria atualizada às 11h15

Tudo o que sabemos sobre:
CinemaFestival do RIoMutum

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.