Mulheres cineastas são cartaz do CCSP

Antecipando as comemorações do Dia da Mulher, que será celebrado em 8 de março, o Centro Cultural São Paulo exibe a partir de hoje o ciclo Cinema de Mulheres. A mostra reúne 35 títulos ao longo dos últimos 50 anos, selecionados pela curadora Guiomar Ramos. Abrem a maratona, às 16h10, os curtas A Língua do Cão, de Sabina Anzuategui, e Mulheres no Cinema: Carmen Santos, de Lúcia Murat, e os longas Gregório de Mattos, de Ana Carolina, e Através da Janela, de Tata Amaral.A existência ou não de um cinema feminino, questão central à organização da mostra, será abordada em um debate às 18 horas de hoje, com presença de Tata Amaral. A polêmica divide as mulheres que fazem cinema, mas serve para mostrar o crescimento da participação feminina na atividade.Para além das discussões teóricas, contudo, é certo que as mulheres estão cada vez em maior número nas escolas de cinema e no comando de curtas, médias e longas, documentais ou ficcionais. Em 1989, equipe de pesquisa, comandada por Heloisa Buarque de Hollanda, Ana Pessoa e Ana Rita Mendonça, constatou que, de 1930 a 1988, 195 mulheres produziram 479 filmes. A hegemonia, no entanto, continua masculina, em cerca de 70%, segundo balanço dos últimos anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.