REUTERS/Mario Anzuoni
REUTERS/Mario Anzuoni

Oito mulheres acusam Morgan Freeman de assédio e conduta inapropriada

Em reportagem da CNN, oito vítimas e oito testemunhas relatam casos de assédio sexual e comportamento inadequado envolvendo o ator de 80 anos

O Estado de S.Paulo

24 Maio 2018 | 12h37

O ator Morgan Freeman, de 80 anos, é o novo nome de Hollywood acusado de assédio sexual nos bastidores de seus filmes. Em reportagem, a CNN ouviu 16 pessoas, entre vítimas e testemunhas, que relatam casos não só de assédio, mas também de comportamento inapropriado. 

++ Morgan Freeman pede desculpas após acusações de assédio

Uma assistente de produção de Despedida em Grande Estilo, lançado no ano passado, disse à reportagem que sofreu assédio por meses durante a gravação do longa, em 2015. Em uma ocasião, segundo a assistente, Freeman "ficou tentando levantas a minha saia, perguntando se eu estava usando roupa íntima." Uma funcionária da produção de Truque de Mestre (2012) também relatou situações em que o ator assediou ela e colegas da equipe com comentários sobre seus corpos. 

Ao todo, segundo a CNN, oito pessoas ouvidas se dizem vítimas de assédio sexual ou comportamento inapropriado por conta de Freeman. Outras oito pessoas afirmam ter presenciado situações do tipo. Além de pessoas que trabalharam com Freeman nos sets de filmagens, ao menos três jornalistas relatam, também, comentários impróprios do ator em entrevistas. 

De acordo com a CNN, a reportagem tentou entrar em contato com a equipe de Morgan Freeman, sem sucesso. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.