"Moulin Rouge" divide Globo de Ouro

O filme Moulin Rouge, premiado na categoria de melhor filme musical ou de comédia e o drama Uma Mente Brilhante, foram os grandes vencedores da 59.ª edição do Globo de Ouro. Na festa da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, no domingo, o representante do Brasil não teve vez. Abril Despedaçado, de Walter Salles perdeu para Terra de Ninguém (No Man´s Land), da Bósnia, que foi o vencedor da categoria de melhor filme estrangeiro, pela qual concorria também o favoritíssimo O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, de Jean-Pierre Jeunet.Uma Mente Brilhante sai na frente na corrida para o Oscar, já que o Globo de Ouro funciona tradicionalmente como um indicativo dos filmes que serão premiados na cerimônia de entrega do Oscar. O filme de Ron Howard levou o Globo de Ouro de melhor filme dramático e ainda garantiu as estatuetas de melhor ator para Russell Crowe e melhor atriz coadjuvante para Jennifer Connelly. A produção conta a história do matemático John Forbes Nash Jr., que ganhou um prêmio Nobel de Economia depois de uma longa batalha contra a esquizofrenia. O roteiro de Akiva Goldsman também foi premiado.A originalidade de Moulin Rouge foi consagrada na segunda premiação mais importante de Hollywood. A love story musical de Baz Luhrman ambientada na Paris de 1900 venceu o Globo de Ouro de melhor filme musical ou de comédia e rendeu o de melhor atriz para Nicole Kidman, que também concorria ao prêmio pelo thriller Os Outros. "Isto é muito especial porque eu não imaginei que trabalharia em um musical muito menos que ganharia um prêmio por um", disse a atriz em seu discurso de agradecimento.Um dos filmes favoritos da premiação ganhou apenas uma categoria: Gosford Park, que concorria a cinco prêmios, ficou somente com o de melhor diretor para Robert Altman. O filme é uma história à la Agatha Christie passada em uma mansão do interior da Inglaterra nos anos 30. Em um de seus melhores trabalhos nos últimos tempos, o cineasta faz uma crônica da aristocracia britânica da época por meio de seus empregados.O Globo de Ouro de melhor atriz dramática ficou com Sissy Spacek, muito elogiada pela crítica americana por sua atuação em Entre Quatro Paredes. O prêmio masculino na categoria de comédia e musical ficou com Gene Hackman, por Os Excêntricos Tenenbaums. Na categoria de melhor ator codjuvante, o premiado foi o veterano Jim Broadbent, consagrado por sua atuação como John Bayley, o marido da escritora e filósofa Iris Murdoch. No filme britânico Iris, ele toma conta da mulher, que luta contra a doença de Alzheimer.O cantor Sting foi o ganhador na categoria de melhor canção por Until..., que foi usada para musicalizar a comedia Kate & Leopold.Nas categorias de televisão, o grande vencedor foi o canal de TV por assinatura HBO, que levou cinco prêmios. Dois shows da emissora ganharam as categorias de melhor série dramática e melhor série de comédia: Six Feet Under e Sexo e a Cidade, respectivamente. O primeiro rendeu a Rachel Griffiths o prêmio de melhor atriz dramática, enquanto o segundo ficou com o de melhor atriz de comédia, para Sarah Jessica Parker. O HBO também ficou com o prêmio de melhor minissérie para Band of Brothers, uma projeto produzido por Tom Hanks e Steven Spielberg. Uma surpresa na área de TV foi a premiação de Charlie Sheen, que ganhou o Globo de Ouro de melhor ator de comédia pelo seriado Spin City. "Isto é surreal, é como uma viagem sóbria de ácido", disse o ator, que já teve várias passagens por clínicas de recuperação de dependentes de drogas e álcool. Duas séries novas ficaram com prêmios importantes: Kiefer Sutherland foi escolhido o melhor ator de um seriado dramático pelo hit 24, no qual faz o papel de Jack Bauer, da Agência Central de Inteligência (CIA). Cada um dos 24 episódios desta temporada vai representar uma hora em uma noite na qual ele tem de evitar que um candidato negro à presidência dos Estados Unidos seja assassinado. Ao mesmo tempo, lida com ameaças a sua família. Outra premiada da noite também é agente novata da CIA: Jennifer Garner, de Alias, escolhida a melhor atriz dramática em uma categoria que tinha outras seis candidatas. Judy Davis ficou com o prêmio de melhor atriz de minissérie ou telefilme pela consagrada produção Life With Judy Garland: Me and My Shadows (ABC), enquanto o novato James Franco levou o prêmio masculino pelo papel principal de James Dean (TNT). O prêmio especial da noite foi para Harrison Ford, que ganhou uma homenagem pelo conjunto de sua carreira: o Cecil B. de Mille Award. O Indiana Jones do cinema não parecia muito à vontade com o tributo, apresentado pelo ator Ben Affleck. O ator disse apenas "muito obrigado" ao receber a estatueta. Os vencedores do Globo de Ouro são escolhidos por 90 correspondentes estrangeiros de Hollywood. A próxima parada na temporada de premiações do cinema é o anúncio dos indicados ao Oscar, em 12 de fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.