Mostra planeja novo sistema de seleção de filmes

No sábado, ao anunciar a lista dos doze filmes selecionados pelo público para a disputa final da 24ª Mostra Internacional de Cinema, Leon Cakoff e Renata de Almeida não esconderam a insatisfação sobre o funcionamento do método de seleção. "No ínicio, achei algo inovador o público votar", declarou Cakoff. Para o próximo ano, já estão previstas mudanças. Na versão atual, no início de cada sessão, o espectador recebe uma cédula para atribuir uma nota ao filme que vai ver. O voto é optativo, e quem quiser o deposita em uma urna ao sair. As produções mais votadas pelo público são julgadas depois pelo júri oficial da Mostra.O problema estaria acontecendo na sessão de estréia dos filmes brasileiros. Como as produções são inéditas do grande público, Cakoff acredita que muitas vezes as sessões acabam adquirindo um clima de pré-estréia, onde muitos bilhetes são destinados a convidados, restringindo o acesso do público em geral. Isso pode interferir na imparcialidade dos votos."Pensamos em não considerar a classificação do filme Bicho de 7 Cabeças, mas como ele foi bem votado na outra outra sessão, foi mantido", diz Cakoff. A primeira sessão do filme de Laís Bodansky na Mostra aconteceu na quinta-feira dia 26/10, no Espaço Unibanco. A sala tem 268 lugares, e não havia mais lugares muito antes do início da sessão. Na sexta-feira, o longa foi exibido no Festival da Juventude, onde acontecem sessões gratuitas dedicadas exclusivamente ao estudantes secundaristas. Leon Cakoff e Renata de Almeida afirmaram que nesse dia, o filme de Laís Bodansky recebeu uma ótima votação o que validou sua classificação.Tanto Cakoff como Renata de Almeida, fazem questão de dizer que, apesar da insatisfação com o método de seleção, estão muito felizes com a indicação de Bicho de 7 Cabeças, já que o problema não está em sua qualidade. "Não tenho nada contra nenhum dos 12 filmes selecionados, mas gostaria que outros filmes também estivessem participando da competição", comenta Renata.Laís Bodansky e toda a equipe de Bicho de 7 Cabeças, claro, estão muito felizes com a seleção. "É muito gratificante ter esse retorno", contou a diretora. O projeto pôde ser finalizado graças à Mostra Internacional de Cinema de 1999. No anos passado, Marco Müller, responsável pela empresa áudio-visual Fabrica, era um dos jurados do festival. O roteiro do filme Bicho de 7 Cabeças caiu em suas mãos. Encantado com a história, a empresa resolveu liberar US$ 150 mil para a produção que estava parada justamente por falta de dinheiro. As filmagens começaram pouco tempo depois e a finalização do longa foi toda feita nos estúdios italianos.Laís já conversou com Leon Cakoff e diz entender perfeitamente sua posição. "Achei elegante da parte do Cakoff expor sua opinião, é normal que ele esteja preocupado". A diretora acredita que o fato de haver muitos convidados na sessão de estréia não seja um problema. "Nada mais natural que a equipe queira assistir ao filme, já que ele foi filmado em São Paulo. Era a primeira vez que ele estava sendo exibido na cidade."Tolerância, de Carlos Gerbase, também participava da competição de Novos Diretores. Como Bicho de 7 Cabeças, a produção brasileira foi exibida pela primeira vez em São Paulo, no dia 23 de outubro, no Espaço Unibanco. Como o filme estréia em circuito nacional neste mês, a Columbia Pictures preparou uma sessão para a imprensa e convidados. Mas a exibição aconteceu paralelamente à sessão destinada ao público da Mostra. Jornalistas e convidados assisitiram ao filme na sala 2, enquanto a sessão da Mostra acontecia na sala 1. O longa não ficou entre os doze mais votados.Método - Para um filme ficar entre os finalistas, considera-se a média final das notas atribuídas pelo público, e não a quantidade de votos recebidos. Neste ano, os votos foram contados entre os dias 20 e 27. Na lista dos doze filmes escolhidos pelo público, a maioria das produções foram exibidas 2 vezes na Mostra durante esse período. Billy Elliot, foi o que passou mais vezes, 4 no total. Djomeh, O Filho de Jesus e Tempo de Embebedar Cavalos, passaram apenas 1 vez. Cerca de cinqüenta filmes estavam participando do módulo Competição Novos Diretores.Algumas surpresas aconteceram e filmes como Antes do Anoitecer, vencedor do prêmio especial do júri em Veneza, e Coisas que Você Pode Dizer Apenas Olhando para Ela, ganhador do prêmio Fondation Gan Pour le Cinema em Cannes, ficaram de fora. Antes do Anoitecer teve três sessões durante o período de apuração dos votos. Coisas que Você Pode Dizer Apenas Olhando para Ela, acabou sendo prejudicado já que as sessões programadas para os dias 25 e 26 de outubro foram canceladas.Independente da escolha do público, o júri oficial da Mostra é soberano para escolher uma menção honrosa de um ou mais filmes, mesmo que estejam fora da competição. No ano que vem, os organizadores pretendem seguir o formato de seleção da maioria dos festivais internacionais. Antes da Mostra começar, Leon Cakoff e Renata de Almeida pretendem escolher cerca de vinte filmes que já estariam automaticamente concorrendo como Melhor Filme. A votação do público não seria mais levada em conta e o júri oficial permanecia um tempo maior na cidade para assistir aos filmes selecionados. Mas a mudança ainda não está confirmada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.