Mostra Internacional de Cinema de SP começa dia 19

Agora, é oficial. Leon Cakoff deu apartida para a 30ª Mostra Internacional de Cinema São Paulo, quecomeça dia 19 para convidados e dia 20 para o público. Olançamento foi feito sábado de manhã, numa coletiva seguida daexibição de um filme ("Sonhos de Peixe", de Kiril Mikhanovsky). Amesa reuniu Leon, sua mulher (e parceira na empreitada) RenataAlmeida e mais representantes de apoiadores e patrocinadores,como o Sesc, a Imprensa Oficial, a Faap e, claro, a Petrobrás,que, além de ser a principal investidora no evento, instituiueste ano, para comemorar o 30.º aniversário da Mostra, o PrêmioPetrobrás de Difusão Cultural. Destinado a filmes brasileiros emfase de lançamento, o prêmio vai contemplar com R$ 400 mil amelhor ficção e mais R$ 200 mil o melhor documentário. A escolhaserá feita pelo público e Leon e a Petrobrás, de comum acordo,estabeleceram regras para impedir a manipulação do resultado,coisas básicas, do tipo convidado do diretor não vota e ascédulas serão válidas exclusivamente para a sessão na qual foremdistribuídas.Maior evento de cinema de São Paulo, a Mostra este ano vaiapresentar mais de 360 filmes, que vão trazer à cidade desde asnovas tendências do cinema mundial até obras antigas, numimportante trabalho de resgate. Uma retrospectiva vai contemplaro cinema político italiano dos anos 60 e 70, devendo trazer aSão Paulo a atriz Florinda Bolkan, para apresentar "InvestigaçãoSobre Um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita", de Elio Petri, eintegrar o júri da mostra competitiva que deve outorgar o troféuBandeira Paulista, para novos diretores (até o segundo filme).Outra retrospectiva deve apresentar a íntegra da obra de JoaquimPedro de Andrade, com seis longas e oito curtas, todosdevidamente restaurados.Joaquim Pedro deve sua fama especialmente a "Garrincha, Alegriado Povo" e "Macunaíma", mas você já pode ir-se preparando paraassistir, e talvez descobrir, com todo o esplendor da imagem,"Couro de Gato", "O Poeta do Castelo", "O Padre e a Moça", "OsInconfidentes" e "Vereda Tropical", que dá de dez no TsaiMing-liang de "Sabor da Melancia", com o qual tem pontos comuns.No quesito apresentações especiais, a Mostra vai trazer a SãoPaulo clássicos e obras cultuadas que serão exibidos comacompanhamento ao vivo. A pérola será "Cabíria", de GiovanniPastrone, monumento do cinema italiano, de 1914, que consta tersido a inspiração para que David W. Griffith fizesse"Intolerância", três anos mais tarde. "Cabíria" foi restaurado emLondres pelo brasileiro João Sócrates. Terá acompanhamento, aopiano, do italiano Stefano Maccagno.A Mostra anuncia um seminário sobre legislação cinematográfica,em parceria com a Motion Picture Association. O cartaz deste anofoi criado por Manoel de Oliveira (e você já poderá ter umgostinho de ver a vinheta no endereço http://blogdamostra.bloguol.com.br). Leon ainda não sabe se Oliveira poderá vir a SãoPaulo, mas o novo filme do quase centenário diretor portuguêsestá confirmado - "Belle Toujours", uma releitura (ou atualização)de "A Bela da Tarde", de Luis Buñuel. O programa de abertura, noauditório do Ibirapuera, dia 19, será formado pelo longadocumentário "Os EUA contra John Lennon", de David Leaf e JohnScheinfeld, e pelo curta "Eu Quero Ser Piloto", dirigido pelocameraman de Fernando Meirelles em "O Jardineiro Fiel", DiegoQuemada-Diez. O de encerramento, dia 2 de novembro, no mesmolocal, com a exibição da cópia restaurada de Macunaíma.No total, a Mostra deve exibir 362 filmes (270 longas, 21 médias e 71 curtas), embora esse número ainda seja parcial, podendo sofrer alteração - para mais. A Perspectiva e a Competição reúnem 114 títulos cada. Em uma e outra, podem ser destacados filmes que, com certeza, ajudarão a fazer a história da 30.ª Mostra - American Masters John Ford/John Wayne: "The Filmmaker and the Legend", de Sam Pollard; "Babel", de Alejandro González Iñarritu; "The Wind That Shakes the Barley", de Ken Loach; "Still Life" (Sanxia Haoren), de Jia Zhang-Ke; "Juventude em Marcha", de Pedro Costa; "I Don´t Want to Sleep Alone", de Tsai Ming-liang; "It´s Winter", de Rafi Pitts; "O Guardião", de Rodrigo Moreno; "Hamaca Paraguaya", de Paz Encina; "El Violín", de Francisco Vargas Quevedo; "Volver", de Pedro Almodóvar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.