Mostra dá uma chance aos diretores latinos

A mostra Cinema em Construção, que abre espaço para a novíssima produção latino-americana, de hoje a sexta, é uma promoção do Instituto Cervantes (Av. Paulista, 2.439, tel.: 3897-9709). A mostra é resultado de uma parceria entre o Festival Internacional de Cine de Donostia-San Sebastián e com os Rencontres de Cinéma d´Amérique Latine de Toulouse, na França.A associação San Sebastian-Toulouse tem por objetivo apoiar a finalização de filmes de jovens diretores latinos. Estimulando o intercâmbio cultural, o Instituto Cervantes traz, na edição deste ano, o diretor uruguaio Aldo Garay e, além dos cinco filmes selecionados, traz o diretor de um deles, o argentino Victor Dinenzón - de Fugaz -, para debater o cinema da América Latina com o público. Dois filmes da Argentina iniciam hoje a programação. Às 15h, no Espaço Cultural do Instituto Cervantes, o público poderá assistir a El Transcurso de Las Cosas, produção de 2001, com direção de Esteban Menis. Às 19h, passa Fugaz, de 2003, em presença do diretor Victor Dinenzón, que apresenta o próprio filme e depois dialoga com o público. Até sexta, em horários diversos, serão exibidos os outros três títulos da mostra - La Primeira Noche, de Luis Alberto Restrepo (Colômbia, 2003); Ana y los Otros, de Celina Murga (Argentina, 2003); e Capital Rancho, de Gabriel Bertini (Argentina, 2002). No Festival do Rio, a programação hoje será diferenciada. Entre 15h e 16h, o ministro Gilberto Gil estará no local para uma conversa informal sobre a Ancinav e cinema brasileiro em geral.

Agencia Estado,

04 de outubro de 2004 | 15h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.