Rob Youngson/20th Century Studios
Rob Youngson/20th Century Studios

'Morte no Nilo' lidera bilheterias de cinema nos Estados Unidos

Apesar da boa posição, arrecadação foi de apenas US$ 12,8 milhões, longe das cifras alcançadas por 'Homem-Aranha', que quebrou recordes recentemente

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de fevereiro de 2022 | 18h56

O filme Morte no Nilo, inspirado na obra de Agatha Christie, liderou as bilheterias norte-americanas neste fim de semana, segundo informações da agência AP. Ao todo, foram arrecadados cerca de US$ 12,8 milhões (o equivalente a R$ 67,2 milhões).

A sequência de Assassinato no Expresso do Oriente (2017) teve seu lançamento adiado por conta da pandemia e também viu Armie Hammer, uma de suas estrelas, ser alvo de uma investigação da polícia de Los Angeles por acusações de abuso sexual - negadas por ele. A Disney cogitou refilmar alguns trechos sem o ator, mas acabou optando pelo lançamento.

Em segundo lugar, veio o besteirol Jackass Forever. O longa Case Comigo, com Jennifer Lopez, ficou na terceira posição ao fase uma estreia simultaneamente à sua disponibilidade no streaming Peacock. O mais recente filme do Homem-Aranha, que tem quebrado recordes de bilheteria global, ficou novamente no Top 5, desta vez na quarta colocação.

Pouco destaque ao faturamento de filmes indicados ao Oscar. Entre os de melhor filme, por exemplo, apenas Licorice Pizza, em nono, com menos de US$ em faturamento, ainda figura no Top 10.

Confira abaixo a lista com as 10 maiores bilheterias dos Estados Unidos neste fim de semana (valores em dólares):

1 - Morte no Nilo - 12,8 milhões

2 - Jackass Forever - 8,1 milhões

3 - Case Comigo - 8 milhões

4 - Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa - 7,2 milhões

5 - Agente das Sombras - 3,6 milhões

6 - Sing 2 - 3 milhões

7 - Moonfall - Ameaça Lunar - 2,9 milhões

8 - Pânico 5 - 2,8 milhões

9 - Licorice Pizza - 922 mil

10 - King's Man: A Origem - 433 mil

* Com informações da agência AP

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaAgatha Christie

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.