Reuters
Reuters

Morre Tom Sherak, ex-presidente da Academia de Hollywood

Sob o seu comando, a organização ampliou de 5 para 10 os indicados a melhor filme

Reuters

29 Janeiro 2014 | 10h54

O ex-presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, Tom Sherak morreu nesta terça-feira, 28, em Calabasas, Los Angeles. De acordo com comunicado da família, ele estava com 68 anos e a morte foi em decorrência de câncer de próstata.

Sherak que presidiu o Oscar entre 2009 e 2012 e foi, sob o seu comando, que a organização estabeleceu o sistema eletrônico de votação para eleger os vencedores das estatuetas, além de ampliar de 5 para 10 os indicados a melhor filme. Em julho de 2012, ele foi substituído por Hawk Koch.

Executivo da área cinematográfica, Sherak ficou por 17 anos na 20th Century Fox comandando a divisão de cinema americano. Foi sócio da Revolution Studios , onde ele supervisionou o lançamento de títulos como Duro de Matar, Titanic, Alien, entre outros.

Mais conteúdo sobre:
Prêmio Oscar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.