Jordan Strauss/Invision/AP
Jordan Strauss/Invision/AP

Morre Sally Kellerman, atriz de 'MASH' e 'Star Trek', aos 84 anos

Artista chegou a ser indicada ao Oscar na década de 1970 e ao Emmy em 2014

AP, Associated Press

26 de fevereiro de 2022 | 15h51

Sally Kellerman, atriz indicada ao Oscar e ao Emmy e interpretou Margaret 'Hot Lips' Houlihan no filme MASH, do diretor Robert Altman, em 1970, morreu na quinta-feira, 24.

Kellerman morreu por insuficiência cardíaca em sua casa em Woodland Hills, em Los Angeles, aos 84 anos, informou seu empresário, Alan Eichler.

Kellerman teve uma carreira de mais de 60 anos em filmes e televisão. Ela interpretou uma professora universitária que correspondia ao interesse amoroso do estudante Rodney Dangerfield na comédia Back To School (1986). E era presença regular nos filmes de Altman, aparecendo em Brewster McCloud (1970), The Player (1992) e Ready To Wear (1994). Mas ela será sempre mais lembrada por interpretar a major Houlihan, uma enfermeira do exército atormantada por médicos turbulentos durante a Guerra da Coreia na comédia MASH.

Na principal cena do filme, e o seu pico de misoginia, a tenda em que Houlihan está tomando banho é aberta e ela é exposta a uma plateia de homens festejando. "Isso não é um hospital, é um manicômio!", ela grita para seu comandante. Ela mantinha um tórrido affair com o igualmente tenso major Frank Burns, intepretado por Robert Duvall, pedindo para que ele beijasse seus "lábios quentes" em um momento secretamente transmitido pelos alto-falantes do acampamento militar, o que lhe rendeu o apelido ("hot lips", em inglês).

Kellerman disse que Altman trouxe o que havia de melhor nela. "Era muito libertador, uma experiência positiva", contou a Dick Cavett em uma entrevista na TV em 1970. "Pela primeira vez na minha vida, eu me arrisquei, não retraí minhas bochechas ou me preocupei sobre nada". O filme foi indicado a cinco prêmios Oscar, mas a sua indicação para melhor atriz coadjuvante foi a única entre as de atuação, apesar de um elenco que incluía Duvall, Donald Sutherland e Elliot Gould. O filme foi transformado em uma série de TV que durou 11 temporadas, com Loretta Swit no papel de Kellerman.

Sally Kellerman nasceu em 1937 em Long Beach, Califórnia, filha de uma professora de piano e um executivo de petróleo, se mudando para Los Angeles quando criança e frequentando o golegial em Hollywood. Seu interesse inicial era como cantora de jazz, e assinou um contrato com a gravadora Verve aos 18 anos. Ela optou por investir na atuação e não lançou nenhuma música até 1972, quando estreou seu álbum Roll With the Feeling. Ela cantava paralelamente, e às vezes em alguns papéis, ao longo de sua carreira, lançando seu último álbum, Sally, em 2007. 

Ela fez aulas de atuação no Los Angeles City College e apareceu na produção da peça de Look Back in Anger com o colega de classe Jack Nicholson e diversas outras futuras estrelas. Sally trabalhou a maioria das vezes na televisão no começo de sua carreira, com um papel principal em Cheyenne (1962) e aparições especiais em The Twilhigh Zone, The Outer Limits, The Alfred Hitchcock Hour e Bonanza

Sua aparição no piloto original de Star Trek (Jornada nas Estrelas) como a Dra. Elizabeth Dehner lhe deu status cult entre os fãs. Ela trabalhou principalmente em filmes nos anos seguintes a MASH, incluindo Last of the Red Hot Lovers (1972), Rafferty and the Gold Dust Twins (1975), ambos com Alan Arkin, Slither (1973), com James Caan, A Little Romance (1979), com Laurence Olivier, e Foxes (1980), com Jodie Foster.

Ela trabalharia até seus 80 anos, com diversas performances aclamadas na TV em seus últimos anos. Ela estrelou na série de comédia Decker com Tim Heidecker e interpretou a mãe do comediante Mark Maron em Maron.

"Sally Kellerman era bela, radiante e engraçada e foi muito bom trabalhar com ela", disse Maron no Twitter na quinta, 24. "Minha verdadeira mãe ficou muito lisonjeada e um pouco ciumenta. Eu sinto muito que ela tenha partido". Em 2014 ela foi indicada ao Emmy por seu papel recorrente em The Young and the Restless.

Kellerman foi casada com o produtor de televisão Rick Edelstein entre 1970 e 1972, e com o produtor de cinema Jonathan D. Krane entre 1980 e a morte do marido, em 2016. Ela deixa seu filho, Jack, e sua filha, Claire. 

Tudo o que sabemos sobre:
Sally Kellerman

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.