Morre o instrumentista Robertinho do Acordeon

Robertinho do Acordeon, cujo nome real era José Carlos Ferrarezi, faleceu nesta terça-feira, às 11 horas, em São Paulo, aos 67 anos, em decorrência de um câncer no pulmão. Gravou mais de 20 discos e participava há 25 anos, juntamente com o grupo Seu Regional, do Viola, Minha Viola, programa apresentado por Inezita Barroso na TV Cultura. Durante toda sua carreira gravou com os principais nomes da música de raiz, como Tonico & Tinoco, Pedro Bento & Zé da Estrada, Tião Carreiro e Pardinho, e a própria Inezita Barroso. Além disso, também acompanhou importantes duplas da música sertaneja atual, entre eles Chitãozinho & Xororó e Zezé di Camargo & Luciano.O velório de Robertinho, marcado para as 19 horas no Cemitério do Araçá (Av. Doutor Arnaldo, 900, no Pacaembu, deve reunir amigos e parentes do músico até o horário do enterro, previsto para as 11 horas desta quarta-feira.Nascido em Guaraçaí, São Paulo, Robertinho do Acordeon começou a tocar o instrumento que o tornou famoso ainda garoto, apresentando-se em circos por influência de Tião Carreiro, um dos grandes violeiros do País, nascido em Montes Claros, Minas Gerais. Para ficar da altura da dupla, Robertinho subia em uma cadeira. Sua carreira começou a deslanchar nos anos 50, especialmente quando passou a trabalhar nas chanchadas de Amácio Mazzaroppi (1912-1981) , a partir de 1957. Participou como músico e ator do filme Chofer de Praça, produzido e estrelado por Mazzaropi. Em 1959 gravou seu primeiro disco em 78 rpm com a música Reginella Campanhola e Baião Japonês.Nos anos 70 passou a acompanhar o cantor Waldick Soriano como acordeonista, organista e secretário. Gravou seu primeiro LP como solista de órgão, quando gravou Roberto e seu órgão interpretam Waldick Soriano e casou-se com Paulete, filha do ator de cinema e empresário circense Paulo Bonelli. Com a ida de Waldick Soriano para o Rio de Janeiro, Robertinho resolveu permanecer em São Paulo e a convite de Geraldo Meirelles participou com um regional no programa Canta Viola, na TV Record. Tornou-se produtor de discos e gravou com várias duplas sertanejas e também atuou de forma efetiva com conjunto regional em vários programas de rádio e TV, inclusive o Festa na Roça, comandado por Tonico e Tinoco.Confira a discografia de Robertinho do Acordeon? Roberto e seu órgão interpreta Waldick Soriano (1970) LP ? Uma Rosa Para Você (1972) Anhembi LP ? Baile no Sítio (1974) Chororó LP ? Calendário de Tanges (1974) CBS LP ? Calendário de Valsas (1975) CID LP ? As Eternas Canções do Roberto (1976) GW LP ? Rincon Guarany (1977) Colonial LP ? Brasileiríssimos Choros (1978) Crazy LP ? Tangos e Boleros (1979) GW LP ? Tangos e Valsas (1980) RS LP ? Valsas Favoritas (1981) Cartaz LP ? Robertinho do Acordeon e seu conjunto (1981) GW LP ? Festa Junina (1982) Chororó LP ? Arrasta-Pé Fantástico (1982) CID LP ? Sucessos de Sempre (1983) Fermata LP ? Bailão Sertanejo (1984) PolyGram LP ? As Mais Lindas Valsas Brasileiras (1985) CID LP ? Robertinho do Acordeon (1986) Líder LP ? Chorinhos Famosos (1987) CID LP ? Robertinho do Acordeon (1988) Tocantins LP ? Robertinho do Acordeon (1990) Tocantins LP ? Robertinho do Acordeon Ao Vivo (1992) Atenas LP ? Robertinho do Acordeon Apresenta Os Campeões da Sanfona e do Acordeon (1996) MoviePlay CD ? Jóias Sertanejas (1997) Brasidisc CD ? Boleros Famosos (1998) Itaipu CD ? Robertinho do Acordeon Apresenta Os Melhores Sanfoneiros do Brasil (1999) Alegreto CD ? O Melhor da Festa Junina (2000) Alegreto CD ? Canta Brasil (2000) Alegreto CD

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.