BERTRAND GUAY
BERTRAND GUAY

Morre diretor de Burkina Faso Idrissa Ouedraogo

Conhecido por filmes como 'A cólera das deuses' e 'Tilaï', o diretor é vencedor de prêmios do júri e da crítica no Festival de Cannes

EFE

18 de fevereiro de 2018 | 16h21

O diretor burquinês Idrissa Ouedraogo, conhecido por filmes como A cólera das deuses (2003) e Tilaï (1990), morreu neste domingo aos 64 anos, segundo informaram veículos de imprensa locais.

Ouedraogo (Banfora, 1954) é um dos diretores da África mais reconhecidos em nível internacional e o mais relevante de Burkina Faso.

Ele dirigiu uma dezena de filmes e multidão de documentários filmes e curtas-metragens.

+ A tragédia do WTC, em onze episódios

Com Tilaï, um drama parente que mostra as tradições de uma família de Burkina Faso, ganhou o grande prêmio do júri do festival de Cannes em 1990, e com Yaaba (1988) ganhou o prêmio da crítica de Cannes em 1989.

Ouedraogo também participou da direção da filme coletivo 11-09-01 (2002) sobre os atentados de 11S contra as torres gêmeas de Nova York, junto ao britânico Ken Loach e ao mexicano Alejandro González de Iñárritu, entre outros.

+ No Dia da Consciência Negra, mostras trazem a SP os maiores nomes da cultura africana

O presidente de Burkina Faso, Roch Marc Christian Kabore, enviou, em comunicado, suas condolências à família e à comunidade do cinema do país em nome de seu gabinete e de toda a nação.

"A África perde um dos seus melhores embaixadores no domínio da cultura ", disse Kabore.

Tudo o que sabemos sobre:
cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.