Morre o cineasta italiano Alberto Lattuada

O cineasta italiano Alberto Lattuada, autor de filmes como Mulheres e Luzes (1950) e O Mafioso (1962), morreu neste domingo aos 91 anos de idade em sua residência, nas imediações de Roma, informaram seus familiares. Diretor e roteirista, Lattuada foi um dos grandes estudiosos do cinema italiano do pós-guerra, embora suas produções tenham ido do drama à comédia, passando pela adaptação de obras literárias, principalmente de escritores russos. Filho do compositor Felice Lattuada, cresceu em Milão e, desde muito jovem, mostrou um grande interesse pela literatura, algo que o levou a fundar em 1932, com dezoito anos, uma pequena publicação bimensal chamada Camminare junto a seu companheiro de colégio Alberto Mondadori. Fez arquitetura na Politécnica de Milão, onde entrou em contato com outros dois arquitetos-cineastas, Renato Castellani e Luigi Comencini. Em 1940 colaborou no roteiro do filme Piccolo Mondo Antico, de Mario Soldati, que foi premiado no ano seguinte no IX Festival de Cinema de Veneza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.