Markus Schreiber/AP
Markus Schreiber/AP

Morre o cineasta francês Claude Chabrol

Chabrol é considerado um dos mestres do cinema de mistério

Efe

12 de setembro de 2010 | 06h51

O cineasta francês Claude Chabrol faleceu neste domingo, 12, aos 80 anos, segundo informaram fontes parisienses citadas pela emissora France Info.

 

Veja também:

link Entrevista sobre o lançamento de 'A Comédia do Poder'(2007)

link Sobre a Nouvelle Vague  

link O diretor no site IMDb    

 

Chabrol, considerado um dos mestres do cinema de mistério, nasceu em 24 de junho de 1930. Foi diretor, produtor, montador e crítico de "Cahiers du cinéma".

 

Em 1958 começou a trabalhar como chefe de imprensa da 20th Century Fox na França e paralelamente escreveu roteiros, rodou curta-metragens, e de forma ocasional interveio como ator em alguns filmes.

 

Graças a uma herança recebida por sua mulher, Agnes Goute, pode realizar seu primeiro filme, "Le beau Serge", que estreou em 1959 e com que obteve o Urso de Ouro no Festival de Cinema de Berlim.

 

Assim começou o movimento conhecido como "Nouvelle Vague", que revolucionou a história da sétima arte a partir da França e cujos 50 anos foram comemorados ano passado.

 

Entre os filmes de Chabrol são contados algumas das peças mais destacadas do cinema francês como "Beau Serge", "Violette Nozière", "La Cérémonie" ou "Merci pour le chocolat".

 

Em 2009, dirigiu "Bellamy" e suas últimas obras foram dois capítulos de "Au siècle de Maupassant: Contes et nouvelles du XIXème Siècle".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.