Morre o cineasta Claude Chabrol aos 80 anos

O francês foi, ao lado de Godard e Truffaut, um dos fundadores do movimento Nouvelle Vague, no final da década de 1950.

BBC Brasil, BBC

12 de setembro de 2010 | 11h36

Claude Chabrol, um dos mais importantes cineastas franceses, morreu neste domingo aos 80 anos de idade.

As causas da morte não foram divulgadas. Chabrol dirigiu mais de 50 filmes durante a carreira e foi um dos fundadores da Nouvelle Vague, ao lado de François Truffaut e Jean-Luc Godard.

Entre seus filmes mais conhecidos estão A Mulher Infiel (1969), O Açougueiro (1970) e Um Assunto de Mulheres (1989).

Seu último filme, Bellamy, com Gerard Depardieu, foi lançado em 2009.

'Chabrolesco'

Nascido em 1930 em Paris, estudou farmacologia antes de se envolver com cinema.

Crítico de cinema, assim como Godard e Truffaut, da então influente revista Cahiers du Cinema, seu primeiro filme foi considerado um dos percussores da Nouvelle Vague em 1958.

No ano seguinte, ele ganhou o Urso de Ouro do Festival de Berlim por Os Primos.

Chabrol foi indicado duas vezes para a Palma de Ouro de Cannes, por Violette (1978) e Frango ao Vinagrete (1985).

Um tema recorrente em seus filmes é a tensão entre a chamada repressão burguesa e alguma expressão de violência que se forma por baixo da superfície.

O correspondente da BBC em Paris Hugh Schofield diz que ao explorar esta estilo, ele ajudou a cunhar o termo 'chabrolesco', o que, segundo o jornalista, talvez seja um dos maiores feitos que um artista possa almejar.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.