AP
AP

Morre o ator e diretor norte-americano Tom Laughlin

Criador do filme 'Billy Jack', que se tornou um marco do cinema independente

AP

17 de dezembro de 2013 | 02h09

O ator, roteirista e diretor americano Tom Laughlin, cuja produção e promoção do filme Billy Jack, em 1971, tornou-se um marco do cinema independente, morreu na quinta-feira, aos 82 anos, em Thousand Oaks, na Califórnia, vítima de uma pneumonia. Tom Laughlin escreveu, dirigiu e produziu Billy Jack, além de ter atuado como o personagem-título da obra, o ex-boina verde que defende um grupo de estudantes contra os racistas de uma comunidade conservadora. O filme tornou-se um ícone da contracultura e sua trilha sonora, One Tin Soldier, converteu-se em sucesso da banda de rock Coven. Laughlin também se dedicou à carreira política e ao ativismo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.