AP
AP

Morre Juanita Moore, que fez história em Hollywood com um clássico de Sirk

Atriz foi a quinta artista negra a ser indicada para concorrer ao Oscar

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

02 de janeiro de 2014 | 18h39

Morreu na quarta-feira, em Los Angeles, a atriz Juanita Moore. Em 1959, ela entrou para a história como a quinta artista negra indicada para concorrer ao Oscar da Academia de Hollywood. Juanita não venceu, mas faz parte do imaginário dos cinéfilos como a amiga negra de Lana Turner em Imitação da Vida.

O melodrama clássico de Douglas Sirk conta a história de duas amigas, ambas mães solteiras, que se apoiam para criar as filhas. Juanita é a doméstica de Lana, que tenta a carreira de atriz e termina virando estrela. As relações com as filhas são complicadas. Lana quase não tem tempo para Sandra Dee, que é criada por Juanita. E a própria Juanita tem uma filha – Susan Kohner – que quer se passar por branca e rejeita a mãe. O desfecho, num funeral, é grandioso.

Juanita Moore morreu tranquilamente, em casa. Tinha 99 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.