Morre Jack Valenti, um defensor da indústria de Hollywood

Jack Valenti, ex-assessor na Casa Branca e um dos grande defensores da indústria cinematográfica americana por mais de quatro décadas, morreu nesta sexta-feira, 27, em sua residência Washington. Tinha 85 anos.O ex-presidente da Associação Americana de Cinema (MPAA, na sigla em inglês), entre 1966 e 2004, morreu em conseqüência de complicações de um derrame sofrido no mês passado, e que o levou permanecer longo tempo internado no centro médico da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore (Estados Unidos).Valenti era também reconhecido por ter criado o atual sistema americano de classificação etária dos filmes.O presidente dos Estados Unidos George W. Bush, manifestou seu pesar pela morte de Valenti. "Laura e eu estamos consternados", assinalou Bush em uma declaração divulgada pela Casa Branca. Bush elogiou a carreira do que até hoje foi uma das figuras máximas entre os dirigentes de cinema dos Estados Unidos, destacando também sua atuação em cargos políticos e ao servir o país durante a 2.ª Guerra Mundial."Desde a proteção da família ao criar o sistema de qualificação até a promoção dos direitos de propriedade intelectual, Valenti ajudou a transformar a indústria cinematográfica. Deixa um poderoso legado em Washington, em Hollywood e em todo o país", acrescentou o presidente.Diplomata natoSegundo a revista Variety, Jack Valenti era altamente articulado e dono de uma personalidade forte. Ajudou o ex-presidente americano Lyndon Johnson servindo de elo de ligação entre o governo e as indústrias de Washington, de 1966 a 2004. Ele era um dos lobistas de maior visibilidade do país, capaz de se sentir à vontade tanto em uma cerimônia formal do governo como em um evento da Academia de Cinema de Hollywood.Executivos da indústria cinematográfica que o conheceram lembraram de Valenti como um homem cordial, um intelectual curioso, leal, um diplomata nato, que colocou o melhor de seu talento a serviço da associação de cinema que presidiu. "Ele tinha um tremendo apego ao negócio do entretenimento", disse à Variety Bob Daly, co-presidente aposentado da Warner Bros. e amigo de muitos anos de Valenti.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.