Morre Henri Colpi, ganhador da Palma de Ouro em 1961

Pouco conhecido no Brasil, o cineasta suíço Henri Colpi, que também foi jornalista, crítico, montador e ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes em 1961, morreu no sábadopassado na localidade francesa de Menton (sudeste) aos 84 anos deidade, informaram hoje pessoas próximas à família.Baseado em uma obra da romancista francesa Marguerite Duras, UneAussi Longue Absence, o primeiro filme de Colpi, dividiu o prêmiomáximo do Festival de Côte D´Azur em 1961 com Viridiana, de LuisBuñuel.Nascido na localidade suíça de Brig em 15 de julho de 1921, Colpise transferiu em breve à França onde estudou na Universidade deMontpellier e no Instituto de Estudos Cinematográficos.Após seu primeiro filme dirigiu Codine, baseada em uma obra dePanait Istrati e rodada na Romênia e que recebeu o prêmio daComissão Superior Técnica e o de melhor cenário no Festival deCannes, embora não tenha caído no gosto do público.Posteriormente filmou Mona L´étoile Sans Nom e Heureux QuiComme Ulysse. Como seus filmes nunca tiveram muito êxito de público, Colpi secentrou em televisão com a filmagem de L´ile Mystérieuse, com OmarSharif. Entre 1950 e 1960 foi montador de filmes para outros diretores. O ministro francês de Cultura, Renaud Donnedieu de Vabres,lamentou hoje a morte de "uma personalidade da sétima arte", um"virtuoso da imagem" e um "homem de letras, apaixonado por música eda história do cinema".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.