Morre Fay Wray, a atriz do primeiro "King Kong"

Fay Wray, que ganhou fama mundial como a mocinha do clássico de 1933, King Kong, morreu ontem, aos 96 anos, em seu apartamento em Manhattan, disse hoje um amigo da família. A causa da morte não foi especificada. Durante a carreira que começou em 1923, Fay atuou com estrelas como Ronald Colman, Gary Cooper e Spencer Tracy, mas estava destinada a ser sempre ligada ao filme King Kong. "Eu me ressentia de ter feito King Kong, mas agora não luto contra isso. Entendo que é um clássico e fico feliz de ter participado dele", ela disse em uma entrevista de 1963. Em sua autobiografia, de 1988, ela escreveu que "cada vez que chego em Nova York e vejo, na linha do horizonte, a beleza do Empire State, meu coração bate mais rápido. Eu gosto deste sentimento". King Kong encobriu outros trabalhos notáveis de Fay para o cinema, que ela fez durante os anos 1930. Entre eles estão The Four Feathers, Viva Villa, The Texan, The Conquering Horde, One Sunday Afternoon, The Unholy Garden, Doutor X e Os Crimes do Museu. Depois de aparecer no filme mudo de Erich von Stroheim, de 1928, The Wedding March, interpretando uma pobre garota vienense abandonada pelo amante, Fay se tornou uma atriz muito cogitada para papéis principais. Em 1933, ano de King Kong, ela fez 11 filmes. Em 1980, ela comentou que não era satisfeita com esses papéis. "Naqueles dias, as personagens femininas nunca sabiam quem era seus pais. Essas personagens eram criadas apenas para enfeitar as cenas. Isso é frustrante para uma atriz." Para interpretar Ann Darrow, em King Kong, ela recebeu US$ 10 mil. Mas o trabalho que era para ser feito em 10 dias durou mais de 10 meses. "Naquela época não havia sindicatos para nos ajudar", escreveu em sua autobiografia, On The Other Hand. No filme, ela interpreta uma atriz desempregada que aceita um trabalho em uma empresa de cinema que vai filmar numa ilha misteriosa. Kong é o macaco gigante que mora em uma parte desta ilha. Atraído por Ann, o gorila a leva com ele à força. Mas ele é capturado e levado para Nova York e exibido para o público. Quando consegue escapar, ele encontra Ann e a rapta novamente, até ser morto no Empire State Building. Em 1942, após participar de uma série de filmes de baixo orçamento, ela desistiu da carreira de atriz para se dedicar à família. Em 1953, ela voltou a atuar, tendo papéis de "mãe" em filmes para jovens como Small Town Girl e Summer Love. Em 1979, ela interpretou a antagonista de Henry Fonda no drama de TV Gideon´s Trumpet. Fay Wray nasceu em 15 de setembro de 1907, em Alberta, no Canadá. Seus pais se mudaram para os Estados Unidos quando ela tinha três anos. Seu desejo de ser atriz começou na adolescência, quando ela conseguiu alguns trabalhos. Ela teve uma filha, Susan, de seu primeiro casamento, e um casal, Victoria e Robert, do segundo.King Kong foi refilmado em 1976, com Jessica Lange no mesmo papel de Fay Wray. No ano que vem deve estrear uma nova versão para o clássico, que será dirigida por Peter Jackson (O Senhor dos Anéis), com Naomi Watts (como Ann), Adrien Brody e Jack Black nos papéis principais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.