Dieter Nagl/AFP
Dieter Nagl/AFP

Morre aos 95 anos o lendário produtor de cinema Eric Pleskow

Pleskow foi responsável por filmes como 'Amadeus', 'Dança com Lobos' e 'O Silêncio dos Inocentes'

Redação, AFP

02 de outubro de 2019 | 11h28

O produtor de Hollywood Eric Pleskow, descobridor de Oliver Stone, Milos Forman e Sylvester Stallone, e que havia trabalhado com Billy Wilder e Woody Allen, morreu nesta terça, 1, aos 95 anos, anunciou o Festival de Cinema de Viena, sua cidade natal.

"Sua morte é uma grande perda para todos nós", disseram os organizadores da Viennale, a principal manifestação cinematográfica da capital austríaca, da qual Eric Pleskow era presidente desde 1998, em comunicado. Em 2007, a cidade fez dele um cidadão de honra. "O cinema era o meu destino", costumava dizer o produtor.

Nascido em uma família judia em Viena, em 2 de abril de 1924, Erich Pleskoff  foi para Paris fugindo do nazismo e depois se estabeleceu nos Estados Unidos. "Um pouco por acaso", ele acabou trabalhando no mundo do cinema, subindo gradualmente a categoria.

Responsável pela desnazificação do cinema alemão no exército dos EUA após a guerra, Pleskow tornou-se parte do estúdio United Artists em 1951 e tornou-se o segundo europeu, depois de Charles Chaplin, a presidir essa instituição.

Em 1978, cofundou a produtora Orion Pictures. Seus incontáveis ​​sucessos de bilheteria ganharam vários prêmios do Oscar: Amadeus, Pelotão, Dança com Lobos, O Silêncio dos Inocentes e Rocky são alguns exemplos notáveis.

Pleskow viu o início de Sylvester Stallone e trabalhou com Billy Wilder, Francis Ford Coppola, Federico Fellini e Martin Scorsese. Ele também financiou 20 longas-metragens de Woody Allen. "Comecei a trazer o café e acabei dando o 'corte final'", explicou o produtor, admitindo que ele era "muito sortudo".

 

Tudo o que sabemos sobre:
Eric Pleskowcinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.