AP
AP

Morre aos 87 anos o escritor e roteirista William Goldman

Goldman foi autor do roteiro de 'Todos os Homens do Presidente', 'Butch Cassidy' e 'A Princesa Prometida'

O Estado de S.Paulo

16 Novembro 2018 | 16h45

O escritor e roteirista americano William Goldman morreu aos 87 anos nessa quinta-feira, 15, de acordo com o site Deadline. Segundo Jenny, filha do autor, ele morreu enquanto dormia e sofria de pneumonia e câncer colorretal. 

Goldman foi roteirista de Butch Cassidy (1969), de George Roy Hill; Todos os Homens do Presidente (1976), de Alan J. Pakula; e A Princesa Prometida (1988), de Rob Reiner. 

Goldman venceu o Oscar de melhor roteiro em 1970, por Butch Cassidy, e em 1977, por Todos os Homens do Presidente, filme que conta a história de Bob Woodward e Carl Bernstein, repórteres do Washington Post que investigaram o caso Watergate, escândalo que resultou na renúncia do então presidente americano Richard Nixon.

O primeiro livro de Goldman foi The Temple of Gold, de 1957. A partir do lançamento de seu romance de estreia, ele passou a se dedicar aos roteiros. Goldman adaptou Flores para Algernon, de Daniel Keyes, mas seu roteiro foi engavetado. 

O último trabalho de Goldman a ganhar as telonas foi O Apanhador de Sonhos, lançado em 2003 por Lawrence Kasdan, uma adaptação de um conto do mestre do horror Stephen King.

 

Mais conteúdo sobre:
cinemaWilliam Goldman

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.