Divulgação
Divulgação

Morre aos 85 anos Charles Bitsch, cineasta da Nouvelle Vague

Trabalhou com nomes como Claude Chabrol, Jacques Rivette e de Jean-Pierre Melville

EFE

30 de maio de 2016 | 11h50

O cineasta da nouvelle vague Charles Bitsch morreu na sexta-feira, 27, aos 85 anos, segundo informações de sua família. Ele foi diretor de fotografia de Jacques Rivette e colaborou com Jean-Luc Godard. 

Nascido em Mulhouse em 1931, britânico trabalho como crítico na revista Cahiers du Cinéma e acompanhou boa parte da carreira de Godard, colaborando com o cineasta em filme como Le Mépris (El Desprecio, 1963) e Made in USA (1966). 

Também colaborou com o diretor Claude Chabrol, que o trasformou em seu primeiro ajudante em filmes como Le beau Serge (El bello Sergio, 1958) , A double tour (Una doble vida, 1959) e Les bonnes femmes (1960). 

Bitsch trabalhou ainda com Jacques Rivette e de Jean-Pierre Melville, também cineastas da nouvelle vague, grupo de diretores que revolucionaram o cinema francês. 

Como diretor, rodou os longas Les caisers (1964), La chance et l'amour (1964) e Le dernier homme (1969).

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Jacques RivetteClaude Chabrol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.