Alessandro Bianchi/ Reuters
Alessandro Bianchi/ Reuters

Morre aos 84 anos o ator Tomás Milián, ícone do cinema italiano

Intérprete cubano estrelou filmes policiais e de faroeste

Ansa Flash

23 Março 2017 | 15h09

Morreu na quarta-feira, 22, aos 84 anos, o ator ítalo-cubano Tomás Milián, que vivia havia muito tempo em Miami, nos Estados Unidos, mas era conhecido sobretudo na Itália.

No país da bota, o intérprete estrelou dezenas de filmes e trabalhou com cineastas como Alberto Lattuada, Luchino Visconti, Francesco Maselli e Pier Paolo Pasolini. Seus papéis de maior destaque foram em longas de faroeste ou policiais, como o do inspetor Nico Giraldi, que interpretou em 11 produções, e do simpático e desonesto Er Monnezza.

Por conta desses dois personagens, ele ficou conhecido como o "cubano romano". O corpo de Milián foi encontrado em sua casa em Miami, às 23h da última quarta, e a causa da morte foi um infarto. "Na semana passada, a última vez que nos falamos, ele me pediu para levá-lo de volta a Roma porque queria viver ali os últimos anos de sua vida", contou à ANSA sua amiga Monica Cattaneo. (ANSA)

 

Mais conteúdo sobre:
Luchino Visconti Pier Paolo Pasolini

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.