AFP PHOTO
AFP PHOTO

Morre a atriz Magali Noël, a inesquecível Gradisca de 'Amarcord'

Atriz e cantora também é considerada precursora do rock francês

EFE

23 de junho de 2015 | 16h03

PARIS - A cantora e atriz francesa Magali Noël, que interpretou Fais-moi mal Johnny, de Boris Vian, colocou rosto nos desejos artísticos sexuais de Federico Fellini em filmes como A Doce Vida (1960) e encarnou a sensual personagem Gradisca em Amarcord (1973), morreu aos 83 anos, informou nesta terça-feira, 23, sua filha.

A ponto de completar 84 anos, a artista, nascida na Turquia em 1931 com o nome de Magali Noëlle Guiffray, morreu no lar de idosos em que morava na localidade de Chateauneuf-Grasse, na região mediterrânea dos Alpes.

Noël, com certo ar de Sofia Loren, estreou como cantora de cabaret e se lançou ao cinema nos anos 1950, época em que os rostos mais populares do cinema francês eram Brigitte Bardot, Jeanne Moreau, Annie Girardot e o seu próprio. Com cerca de 80 filmes, seu primeiro êxito foi Elena et les Hommes, de Jean Renoir, em 1956.

Mas a atriz será sempre lembrada por dar vida a algumas das fantasias sexuais de Fellini, como a personagem Gradisca, de Amarcord - na França, sua carreira de cantora também é valorizada, especialmente pela sua interpretação de Fais-moi mal Johnny, de Boris Vian e Alain Goraguer, considerada precursora do rock and roll francês.

Mais conteúdo sobre:
Magali NoëlFederico Fellini

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.