Divulgação
Divulgação

Morre, aos 67 anos, o cineasta Carlos Reichenbach

'Anjos do Arrabalde' e 'Garotas do ABC' estão entre os filmes mais conhecidos do diretor

estadão.com.br

14 de junho de 2012 | 19h41

O cineasta Carlos Reichenbach morreu na tarde desta quinta-feira,14, em São Paulo. O diretor havia completado 67 anos exatamente nesta quinta.

Nascido em Porto Alegre, Carlão (como era conhecido no meio cinematográfico) viveu quase toda sua vida em São Paulo. Ele foi um dos cineastas mais autorais do País e dirigiu 22 filmes.

Alguns de seus principais longas-metragens são Império do Desejo (1981), Anjos do Arrabalde (1987), Alma Corsária (1993), Dois Córregos (1999) e Garotas do ABC (2003). O último longa dirigido por Carlão foi Falsa Loura (2007).

Ao longo de mais de 40 anos, o cineasta foi premiado nos principais festivais do país, como Brasília e Gramado, e chegou a ter sua obra reconhecida internacionalmente. O Festival de Roterdã, na Holanda, realizou uma mostra de seus longas nos anos 1980.

A assessoria de imprensa do cineasta não informou o motivo da morte. O diretor era casado com Lygia Reichenbach e deixa três filhos e uma neta.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaCarlos Reichenbach

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.