Efe/arquivo
Efe/arquivo

Morre aos 57 anos o ator Patrick Swayze

Protagonista de 'Ghost - Do Outro Lado da Vida' lutava contra cancêr no pâncreas desde março de 2008

14 de setembro de 2009 | 21h23

O ator Patrick Swayze, protagonista de sucessos como Dirty Dancing - Ritmo Quente (1987) e Ghost - Do Outro Lado da Vida (1990), morreu nesta segunda-feira, 14, vítima de um câncer no pâncreas. Considerado um dos homens mais atraentes do mundo nas últimas décadas, Swayze, de 57 anos, lutava contra a doença desde março de 2008. Neste ano, ele havia dito que lhe restavam apenas dois anos de vida.

 

Veja também:

mais imagens A carreira de Patrick Swayze em imagens

 

Apesar do diagnóstico, o ator se mantinha em atividade. Seu último trabalho foi a série policial The Beast, que conquistou 1,3 milhão de espectadores em 13 episódios que foram ao ar neste ano nos Estados Unidos, pelo canal A&E. Ele surpreendeu os colegas ao começar a filmar o seriado enquanto estava fazendo quimioterapia, sem recorrer a analgésicos.

 

"Quando você está gravando, não pode usar medicamentos", disse Swayze em janeiro, sobre a razão de abrir mão dos analgésicos. "Não posso usar Hydrocodona ou Vicodin, ou esse tipo de coisa que bloqueia a dor e o cérebro". Em cinco meses de gravação, o ator faltou a apenas um dia e meio de trabalho. No começo do ano, foi internado após uma pneumonia.

 

"Patrick Swayze descansou em paz hoje, com sua família a seu lado, após encarar os desafios da doença durante os últimos 20 meses", disse sua representante, Annett Wolf, em comunicado. Nascido no Texas, Swayze começou atuando desde cedo como dançarino, antes de fazer carreira na TV e em filmes. Sua mãe era bailarina e coreografa e tinha um estúdio de balé no Texas.

O ator tornou-se notável em Hollywood após a estreia de Vidas Sem Rumo (1983), que também trazia em seu elenco nomes que se tornariam célebres nos anos seguintes, como Emilio Estevez e Tom Cruise. 

 

Das telonas para os palcos

 

A fama mundial veio quando Swayze protagonizou um professor de dança em Dirty Dancing, que além do sucesso nas telonas inspirou musicais nos palcos de Londres, da Austrália e do Canadá. A música-tema do longa, (I’ve Had) The Time of My Life, marcou época e chegou ao topo das paradas mundiais - de quebra, ainda levou o Oscar de melhor canção daquele ano. O ator também canta She's Like the Wind na trilha sonora do filme.

 

 

Cenas de  'Dirty Dancing' (a esq.) e 'Ghost' (a dir.), divisores de água da carreira de Swayze (Reprodução)

 

Em 1990, Swayze contracenou com Demi Moore em Ghost, uma comédia romântica com elementos de suspense e fantasia que obteve enorme sucesso em todo o mundo e foi indicada ao Oscar de Melhor Filme. Ao longo de sua carreira, o ator foi indicado a três Globos de Ouro.

 

Em 1991 atuou em outro bem-sucedido filme, ambientado no mundo do surfe e intitulado Caçadores de Emoção, onde contracenou com Keanu Reeves. Um ano mais tarde, dirigido por Roland Joffé, apareceu em A Cidade da Esperança, baseado no romance de Dominique Lapierre. Em 1995, participou de Para Wong Foo, Obrigada por tudo.

 

A virada do século não trouxe melhor sorte ao ator e sua carreira acabou em segundo plano em Hollywood, apesar de ter rodado 13 filmes e ter feito váriass aparições na TV. Em 2004 protagonizou a minissérie King Solomon's Mines e o filme Dirty Dancing - Noites de Havana, a continuação daquele que foi um dos grandes sucessos de sua carreira. Um ano depois, estrelou a comédia De Bico Calado, ao lado do humorista Rowan Atkinson e da atriz Kristin Scott Thomas.

 

Seus últimos trabalhos para o cinema foram Powder Blue (2009) e Christmas in Wonderland (2007). Swayze era casado com a atriz Lisa Niemi desde 1975. Eles chegaram a atuar juntos em longas como Crepúsculo de aço (1987) e Marcados pelo Ódio (1989). O casal não teve filhos.

 

O ator tinha se convertido ao budismo e vivia cercado de animais em um rancho nos arredores de Los Angeles, onde possuía uma academia e um estúdio de gravação para compor suas próprias músicas.

 

(Com Reuters e Efe)

Tudo o que sabemos sobre:
Patrick Swayze

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.