Morre aos 30 anos o menino de 'O Óleo de Lorenzo'

Lorenzo Odone sofria de uma doença neurológica; homem viveu 20 anos a mais do que as previsões médicas

Associated Press

31 de maio de 2008 | 14h37

O menino de O Óleo de Lorenzo (1992), cujos pais travavam uma batalha para salvá-lo de uma doença neurológica, morreu aos 30 anos, em 30 de maio de 2008, em sua casa em Virgínia, nos Estados Unidos. Ele viveu 20 anos a mais do que as previsões dos médicos.  

Lorenzo Odone, que segundo os médicos poderia morrer ainda na infância, morreu um dia depois de seu aniversário de 30 anos, disse seu pai, Augusto Odone. Segundo Augusto, Lorenzo adoeceu com uma pneumonia. Ele começou a sangrar muito, e faleceu antes de uma ambulância chegar em sua casa.  

"Ele não conseguia ver ou se comunicar, mas ainda estava entre nós", explicou o pai. "Ele não sofria... isso é importante."   Lorenzo foi diagnosticado aos 6 anos com uma andrenoleucodistrofia (ALD). Os médicos informam aos pais que a doença - causada por uma mutação genética que afeta o sistema nervoso, poderia matá-lo em dois anos.  

Susan Sarandon e Nick Nolte estrelaram como Michaela e Augusto Odone em 1992 o filme O Óleo de Lorenzo, que reconta os esforços para formular um óleo mágico - sem conhecimentos científicos - que poderia ajudar o filho na luta contra a doença. Susan conseguiu uma indicação ao Oscar pela atuação.  

Um estudo publicado em 2005, baseado em uma pesquisa com 84 garotos, mostrou que um tratamento feito com oliva - patenteado por Augusto Odone - pôde prevenir o início dos sintomas das doenças na maioria dos meninos.   Augusto planeja levar as cinzas de seu filho para Nova York, para misturá-las com as de sua mulher, morta em 2000. Ele também planeja escrever um livro em memória do filho "para contar a história de Lorenzo, de um modo que ele permaneça vivo."

 

Tudo o que sabemos sobre:
Neurologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.