Morre aos 100 anos Herman Brix, intérprete de <i>Tarzan</i>

Morreu aos 100 anos o atleta e ator norte-americano Herman Brix, que interpretou no cinema Tarzan, em 1935. Brix morreu no Centro Médico Santa Mônica, na Califórnia, no último dia 24 de fevereiro, devido a complicações após ter uma fratura no quadril, informou nesta quarta-feira a versão online do Washington Post.Brix, cujo nome artístico era Bruce Bennett, foi estrela do time de futebol da Universidade de Washington e obteve a medalha de prata em levantamento de peso nas Olimpíadas de 1928 em Amsterdam, antes de ser convidado para interpretar o papel de homem das selvas em As novas aventuras de Tarzan, em 1935.Ainda atleta, Herman Brix atuou como dublê em vários filmes, protagonizando, após Tarzan, O tesouro de Sierra Madre, em 1948, ao lado de Humphrey Bogart, antes de deixar o cinema em 1960, como um rico empresário.Para os aficionados da série Tarzan, Brix estava entre os melhores dos vinte atores a protagonizarem no cinema o Rei das Selvas. No livro, Tarzan of the Movies, Gabe Essou escreveu que "A representação pictórica de Brix no silêncio era como se fosse pintada nos filmes. Ele era bem-educado no inglês, culto, e com uma linguagem soft, e não resmungava durante as filmagens", diz o Washington Post.Brix foi convidado para estreiar a 12ª série de As Novas Aventuras de Tarzan em 1935, filmada nas perigosas savanas da Guatemala. Harold Herman Brix nasceu em 19 de maio de 1906 em Tacoma, Washington, próximo à fazenda de seu pai. Ele cursou música na faculdade, enquanto mantinha a carreira como atleta e ator.Sua mulher, Jeannette Braddock Bennett, morreu em 2000 aos 67 anos. Ele deixa dois filhos, três netos e dois tataranetos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.