AFP
AFP

Morre Anita Ekberg, musa de Federico Fellini

Sueca que marcou o cinema italiano após atuação em 'A Dolce Vita' (1960) faleceu na manhã deste domingo aos 83 anos 

EFE, O Estado de S. Paulo

11 Janeiro 2015 | 10h32

A atriz sueca Anita Ekberg, musa do cineasta italiano Federico Fellini e famosa por seu banho na Fonte de Trevi em "A Doce Vida" (La Dolce Vita, 1960), morreu neste domingo às 10h30 (locais, 7h30 em Brasília) na clínica San Raffaele i Rocca di Papa, na zona de Castelli Romani, a cerca de 30 quilômetros ao sul de Roma, na Itália. Anita tinha 83 anos.

Sueca de nascimento, ela vivia há muitos anos em Genzano, uma vila da cidade romana de Montegiove. Kerstin Anita Marianne Ekberg, seu nome real, nasceu na cidade sueca de Malmo em 29 de setembro de 1931, a sexta de oito irmãos. Com suas curvas exuberantes e longos cabelos loiros, se tornou Miss Suécia aos 19 anos, em 1950. Ela viajou para os Estados Unidos para concorrer ao Miss Universo, mas não venceu o concurso. O evento abriu as portas de Hollywood para ela, que acabou interpretando somente papéis menores.

Em 1960, Federico Fellini foi o encarregado de transformá-la em um ícone de sensualidade com o papel de Silvia no filme "A Doce Vida", uma das obras-primas do neo-realismo italiano e uma peça fundamental na história do cinema./EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.