Morre a estrela do cinema e da televisão Yvonne De Carlo

Yvonne De Carlo, a estrela que interpretou a mulher de Moisés interpretado por Charlton Heston, no épico Os Dez Mandamentos (1956), de Cecil B. De Mille e conquistou a fama como a vampira Lily, matriarca da popular série de televisão A Família Monstro, morreu de causas naturais na casa do centro Motion Picture & Television Fund´s Retirement Home em um subúrbio de Los Angeles, segundo informou nesta quarta-feira seu amigo de anos, o produtor de televisão Levin Burns. Tinha 84 anos.Yvonne, que começou a carreira atuando em filmes-B sobre aventuras no deserto e westerns, conseguiu os melhores papéis de sua carreira na década de 50. Mais tarde, lançou-se no musical da Broadway Follies. A última vez em que ela apareceu na televisão foi em uma produção de 1995.Mas para os fãs de televisão, ela será sempre lembrada como a Lily Munster da série de horror A Família Monstro. Por mais que tenha fica apenas dois anos no ar (1964-1966), a série acabou invadindo as telonas e dois filmes foram lançados - Munster Go Home! (1966) e The Munsters´ Revenge (1981, para TV).A série tinha uma galeria dos personagens grotescos da Universal Pictures, como Drácula e Frankenstein, em um cenário gótico coberto de teias de aranhas. Lily com seu estilo vampiresco era a matriarca do lugar, ao lado de seu gentil e às vezes torpe esposo Herman, interpretado pelo ator de 1,95 metros, Fred Gwynne, caracterizado como Frankenstein. Eles tinham um filho, Eddie, um lobisomem mirim. A única pessoa ?diferente? desta "típica" família americana era a sobrinha Marilyn, uma loirinha absolutamente comum.Ao final da série Yvonne disse: "Me deu segurança, me deu um público jovem, que eu não teria de outro modo. Me deixou ´na moda´ de novo"."Eu acho que ela será lembrada definitivamente como a Lily Munster. Ela foi a mãe-vampira de milhões de outros vampirinhos. Se você olhar por esse ângulo, ela foi um ícone", disse Burns. "Mas seria uma vergonha se ela só for lembrada por esse papel. Ela foi também uma das mais belas rainhas do cinema dos anos 40 e 50, uma das mulheres mais belas do mundo", completou o produtor.CarreiraNascida como Peggy Yvonne Middleton, em 1.º de setembro de 1922, em Vancouver, Canadá. Teve uma infância pobre ao lado de sua mãe e aos 16 anos foi para os Estados Unidos. Em 1942 foi contratada pela Paramount Pictures e após 20 pequenos papéis, trocou-a pela Universal. Sua carreira cinematográfica começou a ganhar evidência em 1945, com Irresistível Salomé, filme sobre una bailarina de Viena que se torna uma espiã. A Universal Pictures explorou sua exótica beleza em produções como Sedução (1947) (Song of Scheherazade), entre otras. Atuou também em westerns como Era seu Destino (1945) e Astúcia de Uma Paixão (1948). Entre seus filmes mais recentes talvez um dos mais marcantes seja Oscar - Minha filha quer casar (1991) em que contracena com Sylvester Stallone.Casou-se em 1955 com Bob Morgan, um dublê importante com quem teve dois filhos, Bruce e Michael. Após um acidente ao filmar uma cena perigosa saltando de um trem em movimento em A Conquista do Oeste, Morgan perdeu uma perna e Yvonne abandonou a carreira para cuidar dele, mas o casal acabou se divorciando. Nos últimos anos de vida, Yvonne viveu perto de Solvang, ao norte de Santa Bárbara, seu filho Michael morreu em 1977 e ela sofreu um ataque de apoplexia no ano seguinte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.