Missão Impossível é maior êxito da Paramount no Brasil

Lançado com 451 cópias e em exibição em 555 salas do Brasil, Missão Impossível 3, longa de J.J. Abrams estrelado por Tom Cruise - e uma das produções cinematográficas mais esperadas do ano - correspondeu à expectativa da Paramount e é o maior êxito da empresa produtora e distribuidora no País. MI-3 também fez a maior abertura do filme no Brasil, com 588 mil espectadores e R$ 5,2 milhões de renda de sexta a domingo. O filme ficou em 10.º lugar entre os 59 países em que foi lançado, dia 5. O diretor de Marketing da Paramount, César Silva, destaca as críticas positivas, mas diz que é preciso esperar pelo segundo fim de semana.Enquanto isso, nos Estados Unidos Missão Impossível 3 liderou a bilheteria em seu final de semana de estréia, mas atraiu menos pessoas do que o esperado. A arrecadação total foi de aproximadamente US$ 48 milhões, quase US$ 10 milhões a menos do que as estimativas. Especula-se que o ocorrido tenha relação com a presença constante de Cruise na mídia - o ator acaba de ter uma filha, Suri, com a atriz Katie Holmes, e vem expondo sua vida particular exageradamente, cansando o público. "Ainda há muito a ser dito sobre a possibilidade da vida pública de uma personalidade afetar a bilheteria de um filme", declarou Paul Dergarabedian, presidente da Exhibitor Relations, bilheteria norte-americana.Uma pesquisa publicada hoje pelo jornal USA Today mostrou que Tom Cruise não tem mais a mesma popularidade que tinha antes. O jornal realizou uma enquete e 51% dos entrevistados tinham uma imagem negativa de Cruise, enquanto 35% mostraram posições favoráveis. Na estréia de Guerra dos Mundos, no ano passado, a popularidade do ator era de 58%. Além disso, sua aceitação entre as mulheres caiu de 56%, no início de 2005, para 35%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.