Miramax se redime e leva Renée e Jude Law a Berlim

O poderoso chefão da Miramax, Harvey Weinstein, cumpriu a promessa e levou ao Festival de Berlim duas das estrelas de Cold Mountain. Depois de Renée Zellweger, que esteve na cidade no domingo, hoje foi a vez de Jude Law dar as caras. E ele chegou apostando que Sean Penn será o dono do Oscar de melhor ator no dia 29, para o qual ele também concorre. Ele se mostrou orgulhoso de estar indicado ao Oscar ao lado de atores como Penn, Ben Kingsley, Johnny Depp e Bill Murray. "Há atores naquela categoria que me inspiraram desde uma época muito jovem", disse ele. Mas suas fichas vão para Sean Penn, que concorre por Sobre Meninos e Lobos. "Sempre adorei o trabalho de Sean Penn. Acho que este deveria ser o ano dele", disse Law. Penn já foi indicado três vezes ao Oscar de melhor ator, e nunca ganhou.Jude Law deve ficar pouco tempo em Berlim, assim como sua colega Renée Zellweger. Ambos estão em pleno processo de filmagem e só foram a Berlim depois que a Miramax foi pressionada pelo público do festival, por ter aberto o evento com Cold Mountain sem levar nenhum dos atores principais (além de Law e Renée, o filme tem Nicole Kidman). Renée Zellweger está envolvida com a continuação de O Diário de Bridget Jones, enquanto Law está filmando com Mike Nichols em Los Angeles o longa Closer. Renée chegou a dizer que não estava pensando no Oscar, devido ao trabalho. "Para mim, a indicação foi uma surpresa e estou muito lisonjeada, mas não tenho tido tempo para pensar nisso", disse. Por trás da promoção em Berlim, está a intenção da Miramax em reerguer Cold Mountain, que teve sete indicações ao Oscar, mas não concorre a melhor filme. Além disso, o filme teve uma fraca repercussão inicial nos Estados Unidos. Isso mesmo tratando de um tema histórico do país, a Guerra Civil travada no século 19 entre norte e sul.Veja galeria de fotos

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.