Michel Hazanavicius leva Oscar de Melhor Diretor por 'O Artista'

O francês Michel Hazanavicius ficou com o Oscar de Melhor Diretor, anunciado já na madrugada desta segunda-feira, por "O Artista", um conto romântico sobre um ator falido que descobre o amor em tempos em que o cinema está mudando do mudo para o falado.

REUTERS

27 de fevereiro de 2012 | 01h03

Ambientado em Hollywood nos anos de 1920 e 1930, o filme é mudo em 99 por cento do tempo. Narra a história de George Valentin, um astro do cinema mudo em decadência e cuja carreira foi ofuscada por Peppy Miller, mulher que ele ama, em um momento no qual o som está pondo um fim à era do cinema mudo.

O filme de Hazanavicius homenageia o antigo cinema norte-americano, em torno do estúdio Kinograph.

"O Artista" já ganhou sete prêmios da Academia Britânica de Cinema e Televisão (Bafta, sigla em inglês), incluindo melhor filme, na cerimônia realizada em Londres.

Também concorriam ao Oscar de Melhor Diretor Alexander Payne, por "Os Descendentes"; Martin Scorsese, por "A Invenção de Hugo Cabret"; Woody Allen, por "Meia-noite em Paris"; e Terrence Malick, por "A Árvore da Vida".

Tudo o que sabemos sobre:
FILMEOSCARDIRETOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.