Mario Anzuoni/Reuters
Mario Anzuoni/Reuters

Mesmo com o Oscar, indicação de Kobe Bryant para academia é rejeitada

Nome do astro da NBA foi sugerido pelo setor de animação, após o sucesso de 'Dear Basketball'

O Estado de S.Paulo

22 Junho 2018 | 16h43

O ex-jogador de basquete da NBA Kobe Bryant não fará parte da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, órgão que organiza a cerimônia, nomeia os indicados e elege os vencedores do Oscar. O comitê de governadores da Academia decidiu cancelar o convite que seria enviado a ele. Em março, o astro da NBA faturou a estatueta por ter dirigido o curta-metragem animado Dear Basketball em parceria com Glen Keane, conhecido por filmes como Enrolados, Pocahontas e A Bela e a Fera.

+++ Candidato ao Oscar, 'Dear Basketball' revê trajetória vitoriosa de Kobe Bryant

Bryant foi o primeiro criador afro-americano a ganhar um Oscar de curta-metragem. Uma indicação ao Oscar, entretanto, já pode ser considerada uma admissão na Academia, que tem mais de 8 mil membros e vem tentando aumentar sua diversidade racial, de gênero e idade nos últimos anos, após a campanha #OscarsSoWhite.

+++ Análise: Kobe Bryant era um obcecado por conquistas, um competidor feroz

A possível indicação, assim como a vitória de Bryant, geraram diversas críticas do movimento #MeToo. Quase 20 mil pessoas assinaram uma petição no início do ano citando seu caso de agressão sexual. Bryant foi acusado de estupro em 2003, resolvendo o caso numa ação civil fora do tribunal depois que a queixa criminal foi retirada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.