Mercosul cria órgão para integrar indústria do cinema

O Mercosul ganha em março um órgão próprio para o setor audiovisual. A medida tem por objetivo integrar as indústrias e mercados cinematográficos dos países membros do bloco - Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai - e também de seus associados - Bolívia e Chile. A Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais terá entre seus objetivos buscar acordos para a circulação de cópias e equipamentos e promover uma legislação de estímulo a co-produções.Segundo a Agência Nacional do Cinema (Ancine), o novo órgão será lançado nos dias 14 e 15 de março, em Mar Del Plata, na Argentina, durante seu festival de cinema. Os preparativos para seu lançamento foram concluídos neste fim de semana. Além da Ancine, participaram a Secretaria da Audiovisual, do MinC, e o argentino Instituto Nacional do Cinema e Artes Audiovisuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.