"Mensageiras da Luz" emociona em Locarno

O filme Mensageiras da Luz, do cineasta e jornalista carioca Evaldo Mocarzel, provocou viva emoção no público que lotou o cine Kursaal, dentro da mostra paralela Semana da Crítica, do Festival de Locarno. Pode-se dizer que 80% dos espectadores eram mulheres e entre elas muitas parteiras do Primeiro Mundo, acostumadas a se servirem de equipamentos e condições modernas nos partos, quer como independentes ou nos hospitais e clínicas suíços.Fora a comparação com os métodos empíricos das parteiras amazonenses que fazem o trabalho do parto em casa, pois as mães vivem em lugares distantes, o filme joga com a luz (atenuada por nuvens, refletida no rio ou num sol que desponta ou se põe) e com as águas, numa referência ao líquido amniótico das placentas.Impressionou também o otimismo e a vocação das parteiras amazonenses, algumas sem qualquer instrução, mas entusiasmadas pela vocação de trazer crianças à luz que, segundo elas, as aproxima do sobrenatural. Num momento em que explodem os custos médicos europeus e que o recurso às cesarianas é utilizado pela medicina comercial, chega a ser comovente a maneira como as mensageiras da luz acentuam serem benévolas, sem qualquer retribuição monetária por seu trabalho.O parto mostrado, que seria normal mas que se transformou num parto complicado, criou um clima tenso que, com o nascimento do bebê, provocou lágrimas de contentamento em muitos espectadores. A ausência de Evaldo Mocarzel ou de outra pessoa da equipe, para explicar o desenvolvimento das filmagens, implicou na anulação do habitual debate com o público. Mas duas enfermeiras obstetras suíças, Hanna Buehler e Eveline Fluckiger, aceitaram dar suas opiniões sobre alguns aspectos que poderiam ser diferentes em maternidades modernas. Elas consideram as parteiras do filme como verdadeiras heroínas e se declararam emocionadas com seu trabalho, pois fazem tudo sem a ajuda de remédios e sem um serviço pré-natal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.