Mel Gibson fará série sobre o Holocausto

Mel Gibson, o ator e diretor australiano cujo último filme sobre a paixão de Cristo foi tachado de anti-semita pelos críticos, tem um novo projeto: uma minissérie televisiva sobre o Holocausto. A sociedade de produção televisiva de Gibson começou a trabalhar no projeto bancado pela ABC, informou o The New York Times em sua edição online. Baseado na minissérie e autobiografia de Flory A. Van Beek, uma hebréia holandesa que foi escondida por vizinhos cristãos, mas que perdeu muitos parentes nos campos de concentração. Não foi esclarecido se o nome de Gibson, que não atuará na série, será ligado ao produto final. Em meio à polêmica sobre A Paixão de Cristo, vieram à tona declarações feitas há vários anos pelo pai de Gibson, um católico tradicionalista, segundo o qual o Holocausto jamais aconteceu. Não está claro se a minissérie será realmente filmada, mas Quinn Taylor, uma executiva da ABC encarregadas dos filmes para a TV, afirmou que ter o nome do diretor ligado a um projeto sobre o Holocausto daria notoriedade à iniciativa: "a polêmica é publicada e vice-versa", disse ao The New York Times. As memórias de Van Beek, publicada às custas da autora, contam a história da mulher e seu marido, que tentavam fugir para o Chile da Europa ocupada por nazistas, falam do naufrágio do navio em que se encontravam, do salvamento na Inglaterra, do retorno à Holanda em 1940 e do período em que ficaram escondidos junto com três famílias cristãs quando começaram as deportações dos hebreus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.