Javier Soriano/AFP
Javier Soriano/AFP

Mario Camus, diretor de cinema espanhol, morre aos 86 anos

Cineasta foi destaque nos festivais de Cannes e Berlim ao longo de sua carreira

AFP, Agências

18 de setembro de 2021 | 11h26

O diretor de cinema espanhol Mario Camus, 86, destaque nos festivais de cinema de Cannes e Berlim, morreu aos 86 anos, anunciou neste sábado, 18, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha.

"Morreu o cineasta Mario Camus em Santander" (norte), informou a Academia nas redes sociais.

Camus era "autor de clássicos do nosso cinema como Los santos inocentes, La colmena, Los días del pasado o Esa mujer" e recebeu um prêmio Goya de Honra em 2011", lembrou a Academia.

O diretor recorreu a grandes obras literárias para produzir seus melhores filmes.

La colmena, inspirada em uma novela do Nobel Camilo José Cela, ganhou o Urso de Ouro do Festival de Cinema de Berlim, em 1983.

No ano seguinte, com outra adaptação, Los santos inocentes, da novela de Miguel Delibes, o Festival de Cannes o concedeu uma menção especial do júri.

Los santos inocentes rendeu aos seus dois atores principais - Paco Rabal e Alfredo Landa - a Palma de Ouro no concurso francês.

Camus também dirigiu séries televisivas de grande popularidade, como Curro Jiménez e Fortunata y Jacinta.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Mario CamuscinemaEspanha [Europa]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.