Maria Cheia de Graça é o vencedor da Mostra de Cinema

O vencedor da 28ª Mostra BR de Cinema, segundo o júri oficial, foi Maria Cheia de Graça, filme colombiano dirigido pelo americano Joshua Marspon. A crítica por sua vez, elegeu Mal dos Trópicos, do tailandês Apichatpong Weerasethakul. Estamira, de Marcos Prado, ganhou como melhor Documentário. Já o público escolheu Feminices, de Domingos de Oliveira, a melhor ficção nacional. A melhor ficção estrangeira foi Tartarugas podem voar, do iraniano Bahman Ghobadi. O melhor documentário, na escolha do público, foi Fábio Fabuloso, dos brasileiros Pedro César, Ricardo Bocão e Antonio Ricardo. O melhor documentário estrangeiro foi Memórias del Saqueo, de Fernando Solanas, da Argentina. O troféu especial "Humanidade" foi entregue ao cineasta português Manoel de Oliveira, que completa 96 em dezembro, pelo conjunto da obra. A Crítica deu menção especial para La Niña Santa, da argentina Lucrécia Martel. Depois de anunciar os prêmios, os convidados da Mostra assistiram, no Sesc Pinheiros, a um show da cantora Jane Birkin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.