Mar del Plata consagra "Separações"

O longa-metragem Separações, de Domingos de Oliveira, foi o grande vencedor do Festival de Cinema de Mar del Plata. O filme venceu no sábado o Ombu de ouro, principal prêmio do evento argentino. Oliveira levou ainda o troféu de melhor ator. Separações é uma comédia romântica centrada na crise conjugal de um casal de classe média."É uma grande alegria, a maior de toda a minha carreira", disse Oliveira, que se mostrou surpreso com a dupla premiação. "Não esperava por isso, de maneira alguma. É a primeira vez que ganho um prêmio internacional como ator." No filme, Oliveira contracena com sua mulher, atriz Priscilla Rozenbaum, premiada no Festival de Gramado. Separações era a única produção brasileira da competição, que incluía produções do Irã, França, Espanha, Argentina, Israel, EUA, Coréia do Sul, Canadá, Holanda, Alemanha, Finlândia, México e Dinamarca.O prêmio de público do balneário, que fica a 400 quilômetros da capital Buenos Aires, foi para a prata-da-casa El Fondo del Mar, de Damián Szifrón, que também ficou o troféu de melhor filme latino-americano. Os outros premiados do festival foram o espanhol Antonio Chavarrías (melhor direção, por Volverás), a americana Zooey Deschanel (melhor atriz, por All the Real Girls) e o trio israelense David Ofek, Yossi Madmony e Lior Shefer (melhor roteiro, por Hamangalistim).O júri do evento foi formado pelos espanhol Ventura Pons, a indiana Deepa Mehta, o francês Pascal Bonitzer, o americano Ulu Grosbard, o argentino Carlos Sorín e a brasileira Suzana Amaral - todos cineastas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.