Mansão de 'A Noviça Rebelde' irá se tornar um hotel

Propriedade na Áustria está em um parque de 3,5 hectares e terá 14 quartos e 26 camas ao todo

Ansa,

08 de maio de 2013 | 16h42

A mansão da família Trapp, em Salzburgo, centro-oeste da Áustria, famosa em todo o mundo pelo musical de sucesso A Noviça Rebelde e pelo filme homônimo de 1965, protagonizado por Julie Andrews, irá se tornar um hotel. "Com este projeto a cidade de Salzburgo recebe uma nova atração turística de primeiro plano, uma pedra fundamental para a comercialização de A Noviça Rebelde", disse nesta terça-feira, 13, o assessor de turismo Wilfried Haslauer, ressaltando que 40% dos turistas na cidade vão visitar os locais originais da história de amor entre a noviça Maria e o oficial Georg Von Trapp. A mansão-hotel, situada em um parque de 3,5 hectares, terá 14 quartos e 26 camas ao todo. Uma noite na residência, habitada pela família Trapp de 1923 até sua fuga para os Estados Unidos em 1938, irá custar 100 euros (aproximadamente R$ 256). A mansão havia sido ocupada pelos nazistas e habitada, de 1939 até 1945, pelo chefe da SS Heinrich Himmler. Em 1949, a Mansão Trapp foi comprada por uma congregação missionária, que ainda é a proprietária e que alugou o local para a empresa que monte o hotel. A abertura ao público irá ocorrer no próximo dia 25 julho.

Tudo o que sabemos sobre:
A Noviça Rebelde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.