Manoel de Oliveira morre aos 106; relembre os clássicos da sua carreira de cineasta

Português dirigiu filmes como 'Francisca' e 'Vou Para Casa'

O Estado de S. Paulo

02 de abril de 2015 | 11h29

O diretor português de cinema, Manoel de Oliveira, morreu aos 106 anos nesta quinta-feira, 2, após uma parada cardíaca, segundo a produtora responsável pela realização de seus últimos trabalhos. Com cerca de 80 anos de carreira, Manoel de Oliveira desempenhou várias tarefas de ator, produtor, editor, argumentista e diretor de fotografia.

É atualmente autor de 60 filmes (longas e curtas-metragens, documentários e minisséries de televisão) dos quais se destacam clássicos portugueses como Amor de Perdição e sucessos internacionais como Francisca, Vale Abraão ou Vou Para Casa.

Relembre os clássicos de Manoel de Oliveira Francisca

 

Vale Abraão

Vou Para Casa

Amor de Perdição

A Divina Comédia

O Pintor e a Cidade

Palavra e Utopia

Um Filme Falado

O Gebo e a Sombra

Singularidades de Uma Rapariga Loura

O Estranho Caso de Angélica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.