EFE
EFE

Manoel de Oliveira cancela sua vinda ao Brasil

Filme do cineasta português de 101 anos abre a 34.ª Mostra Internacional de Cinema, sem a sua presença

estadão.com.br

19 de outubro de 2010 | 16h55

O filme "O Estranho Caso de Angélica", do cineasta português Manoel de Oliveira, de 101 anos, vai abrir a 34.ª edição da Mostra de Internacional Cinema de São Paulo nesta quinta, 21, no Auditório do Ibirapuera. A presença do diretor estava prevista até esta terça, 19, quando os organizadores informaram que o diretor não poderá comparecer à cerimônia.

 

Leia a íntegra da nota divulgada pelos organizadores:

 

"Por recomendação de seu médico, o cineasta Manoel de Oliveira, de 101 anos, adiará sua vinda ao Brasil para trocar o marca-passo, ficando oito dias de repouso. O cineasta promete vir ao evento antes de seu encerramento e afirma que gosta muita da Mostra Internacional de Cinema, sentindo-se louvado e feliz por ter seu filme escolhido para abrir o evento!".

 

A exibição de "O Estranho Caso de Angélica" contará, entretanto, com a presença do produtor e ator do filme, Ricardo Trêpa, e da atriz Ana Maria Magalhães. Participam da mostra de cinema deste ano, o diretor alemão Wim Wenders, a assistente do diretor Akira Kurosawa, o diretor de "Para Todo o Sempre" Michael Madsen, a atriz de "Menina-Mosca" Chantal Pirotte, os diretores Arnaldo Jabor, Andrucha Waddington, Evaldo Mocarzel e Tata Amaral, entre outros.

Tudo o que sabemos sobre:
Manoel de Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.