MAM faz o revival de Jacques Tati

Há um revival de Jacques Tati. Foisacramentado pelo Festival de Cannes que promoveu, em maio, compompa e circunstância, uma sessão especial para mostrar a cópiarestaurada de Playtime. Tati é um dos autores menosprolíficos da história do cinema. Fez poucos filmes e, portanto,sua reputação não vem da quantidade de sua produção, mas daqualidade. Os poucos filmes de Tati impuseram um personagem eabriram novos rumos para o humor. Esse personagem tem nome. Chama-se M. Hulot e sempre foiinterpretado pelo próprio diretor, em filmes como As Férias doSr. Hulot, Meu Tio, PLaytime - Tempo de Diversão eTraffic - As Aventuras de M. Hulot no Tráfego Muito Louco.São os longas que o MAM exibe num ciclo em homenagem a Tati. Oprograma será complementado por três curtas: Sparring por umDia, Escola de Carteiros e Curso Noturno. Só não é aíntegra da obra do ator e diretor porque falta Carrossel daEsperança (Jour de Fête), que já traz os germens do personagemHulot, e também Parade, produção sueca, em vídeo, queencerrou, nos anos 1970, a sua carreira. Jacques Tati morreu amargurado, em 1982, perseguido porprojetos que não conseguiu concretizar. Os franceses, RubensEwald Filho observa em seu Dicionário de Cineastas, não sãoreconhecidos especialmente pelo seu bom humor. Mas eleacrescenta que, sem Max Linder, provavelmente não existiriaCharles Chaplin. Cômicos populares como Louis de Funès, Bourvile Fernandel puseram na tela o francês médio com seus ridículos -e o primeiro ficou célebre justamente como um humoristamal-humorado. Por meio de M. Hulot, Tati fez rir do francês maissofisticado e intelectualizado, na sua aparente simplicidade. Num certo sentido, ele foi o Michelangelo Antonioni dacomédia. Um cômico da solidão e da incomunicabilidade. Nas praia(As Férias) ou na cidade (Meu Tio), M. Hulot é sempre umsolitário desastrado, que parece chamar sobre si toda a desgraçado mundo. Em Playtime, M. Hulot multiplica-se em todos ospersonagens em cena. O público nem sempre acompanhou Tati. Pagouum alto preço por sua ousadia. Por seu vanguardismo?Cinemam - Jacques Tati - Domingo, às 14h, Sparring por umDia/36, Escola de Carteiros/47, Curso Noturno/67; domingo, às16h, As Férias do Sr. Houlot/53. Sábado e domingo. Grátis. Auditório Lina Bo Bardi do MAM. Avenida Pedro Álvares Cabral,s/n.º, portão 3 do Parque do Ibirapuera, tel. 5549-9688, ramal3. Até 19/1.PUC - Auditório Banespa - Rua Monte Alegre, 984, tel. (11)3670-8265. Terça, às 12h, Escola de Carteiros/47 e As Aventuras do Sr.Houlot no Tráfego muito Louco/71; terça, às 17h, Playtime -Tempo de Diversão/67. Terça. Grátis.Até 14/1. Abertura no domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.