MAM e PUC fazem ciclo de Godard

Ele foi, e ainda é, um dos mais influentes diretores de cinema do mundo. Marcou uma época ? os anos 60 ?, caracterizada por profundas transformações. O cinema mudou com Jean-Luc Godard, que testou novas formas de narrar e fez avançarem a política e a linguagem. Para homenagear esse gênio, o Cinemam, o cinema do Museu de Arte Moderna de São Paulo, promove um ciclo que vai até 20 de janeiro, aos sábados e domingos, exibindo, de graça, seis filmes.Excepcionalmente neste fim de semana a programação começa só no domingo, com a a exibição de Acossado, às 14 horas, e de Alphaville, às 16 horas. Os demais filmes que integram o ciclo são, pela ordem de produção: Uma Mulher É uma Mulher, Tempo de Guerra, A Chinesa e Je Vous Salue Marie. Os mesmos filmes passam, em outros dias e horários, no Cinemam PUC, da Pontifícia Universidade Católica. Na terça, às 12 horas, Je Vous Salue Marie, às 17 horas, Acossado.Esse último foi o primeiro longa do autor, em 1959. Com a história de Michel Poiccard, que vive perigosamente até o fim, Godard filtrou o cinema de gângsteres pelo musical e pelo western, dinamitou códigos e gêneros, criou o mito de Jean-Paul Belmondo e o dele próprio e ainda ofereceu um belíssimo papel a Jean Seberg. Se existem cult-movies, esse é um deles.Cinemam Godard. Domingo, Acossado/59 e Alphaville/65. Sábado e domingo, às 14 horas e 16 horas. Grátis. MAM. Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n.º, portão 3 do Parque do Ibirapuera, tel. 5549-9688. Até 20/1. Terça, Je Vous Salue Marie/84 e Acossado/59. Terça, às 12 horas e 17 horas. Grátis. PUC. Rua Monte Alegre, 984, tel. 3670-8265. Até 8/1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.