MAM apóia exibição de filmes ao ar livre

O setor educativo do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) firmou parceria com o projeto Intervenções Urbanas para organizar sessões de cinema em diversas comunidades da cidade, a partir deste mês. O objetivo é difundir a produção independente de curtas-metragens. A primeira entidade a apoiar o projeto foi a organização não-governamental (ONG) Ação Comunitária do Brasil (ACB). Neste sábado, às 18h30, serão exibidos em frente da sede da Ação (Rua Amacás, 243, Campo Limpo) os curtas Geraldo Voador, de Bruno Vianna, Fast Frames, de Leonardo Hallal, Arabesco, de Eliane Café, e A Mulher do Atirador de Facas, de Nilson Villas-Boas. As sessões devem seguir o molde de Cinema Paradiso, filme do italiano Giuseppe Tornatore. Todos os filmes, em película 16 milímetros, serão exibidos em praças, ruas, estacionamentos e outros locais abertos do Município, sempre no fim da tarde. Campinho - Uma segunda mostra está programada para o dia 28, no campinho de futebol da ACB. A entidade desenvolve um trabalho social e educativo no Campo Limpo e em Santo Amaro, Capela do Socorro e Heliópolis, atendendo mais de 6 mil crianças e jovens por ano. Criado há quase um ano, o Intervenções Urbanas é coordenado pelo cineasta Christian Saghaard, organizador de diversos festivais de curtas, entre eles a Mostra Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Saghaard promove atualmente projeções de filmes na parede do Cemitério São Paulo, em Pinheiros, na zona oeste. O Educativo MAM está com inscrições abertas para os cursos do segundo semestre. Alfredo Manevy vai coordenar o curso de cinema, que terá como professores convidados Ismail Xavier, Rubens Machado e Lucia Nagib. O tema será a nouvelle vague, um dos mais importantes movimentos da história do cinema, marcado por obras como Os Incompreendidos e Acossado. Durante as aulas, além de uma mostra de filmes, serão abordados separadamente os principais autores da época, entre eles François Truffaut, Jean-Luc Godard, Eric Rohmer, Claude Chabrol e Jacques Rivette. Entre as questões a serem discutidas estão a origem cinéfila do grupo, os filmes feitos por Truffaut, incluindo a tetralogia com o personagem Antoine Doinel, a relação entre o período crítico e os filmes, a herança de André Bazin e Henri Langlois, as influências da nouvelle vague pelo mundo e os motivos que levaram o movimento a seu término. O curso tem duração de três meses e as aulas começam no dia 4, no período das 10 horas às 13h30. A mensalidade é de R$ 240,00. Vídeo caseiro - Os interessados em aprender na prática como produzir um vídeo com recursos caseiros e qualidade podem inscrever-se no programa de vídeo experimental, que será coordenado por Raimo Neves Benedetti. O curso, de dois meses, vai abordar desde a importância da trilha sonora no cinema, ponto de partida do videoclipe, até a sua edição final. Estão programadas duas turmas para o curso. A primeira terá início no dia 6 de agosto e a segunda, em 8 de outubro, com atividades das 18h30 às 20h30. A mensalidade é de R$ 80,00 e a idade mínima para freqüentar as aulas, de 18 anos. Educativo MAM - Parque do Ibirapuera, portões 2 e 3. Telefone: 5549-9688

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.