MAM abre mostra de cinema sobre índios

Complementando a exposição Artes Indígenas, parte da Mostra do Redescobrimento que ocupa o Museu de Arte Moderna no Rio desde 10 de outubro, começa nesta quinta-feira a retrospectiva O Índio Sob O Olhar Do Cinema, na cinemateca do MAM. Serão exibidos seis filmes apresentando vários aspectos da cultura indígena, alguns deles documentos únicos de culturas ou etnias extintas ou em processo de extinção.A temática indígena rendeu a princípio registros etnográficos. Mas a abordagem ampliou-se e os filmes passaram a tratar o tema sob uma ótica política e social, levantando questões como a demarcação de terras e o choque com a "civilização". Em outros casos, recupera-se a imagem romântica do índio que aparece retratado sob uma visão poética.Com cerca de 400 objetos expressivos das sociedades indígenas no Brasil, a exposição Artes Indígenas reúne obras recolhidas em diversas tribos desde o século 16, incluindo mantos, cestos, cocares e máscaras, entre outras, nos moldes da exposição montada em São Paulo. "A mostra pretende desafiar as visões correntes sobre esta arte e reorientar o olhar sobre estes objetos", explica José Antônio B. Fernandes Dias, que assina a curadoria ao lado de Lúcia Hussak van Velthem.A livraria localizada dentro do MAM também está vendendo utensílios e adornos feitos por tribos indígenas da Amazônia. O visitante poderá encontrar cerâmicas, anéis, colares, entre outros objetos, a partir de R$ 5,00.Mostra O Índio Sob O Olhar Do Cinema - De 09 a 12 de novembro na Cinemateca do Museu de Arte Moderna Av. Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo. Tel. 210- 2188.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.