"Magdalene Sisters" ganha prêmio europeu

A União Européia decidiu outorgar seu prêmio anual ao filme The Magdalene Sisters, do diretor escocês Peter Mullan, que tem causado polêmica por tratar de abusos sexuais em um convento católico.Todo ano, o prêmio de 25 mil euros (US$ 28 mil) é entregue no Festival de Cinema de Cannes ao filme exibido no maior número de países europeus. O filme deve ser o primeiro ou o segundo longa-metragem de seu diretor."Este prêmio é um testemunho de criatividade e vitalidade do cinema europeu e demonstra que os filmes europeus podem ter sucesso de bilheteria em diversos países e conservar sua personalidade", disse o titular da Comissão de Cultura da UE, Viviane Reding.O filme relata a história de um convento de freiras madalenas. Ali, mulheres jovens eram encerradas e torturadas às vezes por razões absurdas, como pelo fato de terem sido violentadas, segundo mostra o filme. A rádio vaticana disse que o filme era "claramente falso" e o jornal L´Osservatore Romano o qualificou de "provocação rancorosa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.