Chris Pizzello/AP
Chris Pizzello/AP

MacFarlane diz que não volta a apresentar o Oscar 'de jeito nenhum'

Apelo de MacFarlane entre os jovens resultou em aumento na audiência da premiação entre este público

Piya Sinha-Roy, Reuters

26 Fevereiro 2013 | 19h45

LOS ANGELES - O comediante Seth MacFarlane disse nesta terça-feira que não voltará nunca mais a apresentar o Oscar, depois da dura reação dos críticos à cerimônia de domingo. O criador e astro da série "Family Guy" foi questionado pelo Twitter sobre a chance de apresentar o Oscar pela segunda vez e respondeu: "De jeito nenhum. Mas foi bem divertido ter feito".

Numa noite de piadas picantes sobre a nudez feminina e de farpas sobre gays e judeus, MacFarlane, de 39 anos, zombou de si mesmo num esquete de abertura com William Shatner, e o astro de "Star Trek" lhe disse que ele corria o risco de ser considerado "o pior apresentador do Oscar que já houve".

Embora alguns críticos tenham reprovado a atuação de MacFarlane, outros culparam mais a estrutura da atração, com muitos números de música e dança ao longo de três horas e meia.   Mas o apelo de MacFarlane entre os jovens garantiu um aumento de 11% na audiência televisiva na cobiçada faixa etária dos 18 a 49 anos. Nas redes sociais, o apresentador também bombou -13% das conversas no Facebook, Twitter e em blogs o qualificavam como "o pior apresentador que já houve", segundo a firma de pesquisas Fizziology.

Mais conteúdo sobre:
Oscar Seth MacFarlane

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.